Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Privados voltam a receber subsídios de Natal e de férias por inteiro em 2018

Gtres
Gtres
Autor: Redação

A proposta do PCP que propõe o fim do pagamento dos subsídios de Natal e de férias em duodécimos também no setor privado foi aprovada esta quinta-feira (23 de novembro), na votação de especialidade do Orçamento do Estado para 2018 (OE2018). A proposta recebeu os votos favoráveis de todos os partidos com exceção do PSD, que votou contra.

Até agora, os trabalhadores do privado recebiam metade do subsídio de Natal até 15 de dezembro e metade do subsídio de férias antes do período de férias, sendo a outra metade de cada subsídio paga em duodécimos ao longo do ano.

“No ano de 2018, os subsídios de Natal e de férias a pagar aos funcionários públicos e pensionistas passa a ser feito por inteiro. Subsistir esta regra para o setor privado cria desigualdades no tratamento dos trabalhadores,” afirmou o PCP – responsável pela apresentação da proposta de alteração ao OE 2018 para eliminar o artigo que determinava o pagamento dos subsídios do privado em duodécimos.

“O subsídio de Natal e de férias é um direito dos trabalhadores pelo que o seu pagamento deve ser feito por inteiro no momento previsto para o seu usufruto”, concluíram os deputados comunistas.