Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Residentes não habituais e vistos gold trouxeram 15 mil milhões para Portugal

Autor: Redação

Portugal terá, até ao momento, arrecadado cerca de 15 mil milhões de euros por via do Regime Fiscal para Residentes não Habituais (RNH) e dos vistos gold. O número é avançado pelo representante das imobiliárias, Luís Lima, para quem estes instrumentos trouxeram um “inegável” investimento para o país, dinamizando o setor imobiliário, mas também o turismo e a economia. 

"Estima-se que cerca de 80% dos estrangeiros que usufruem deste regime – o RNH – tenham feito transações imobiliárias, o que só em investimento direto deve corresponder a cerca de 9 a 11 mil milhões de euros que o País recebeu", avança a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), citada pelo Expresso.

No caso dos vistos gold a captação de investimento foi de quatro mil milhões de euros, o que quer dizer que ao todo entraram 15 mil milhões em território nacional.

“Se isto não é trazer vantagens ao País, então não sei o que será”, acrescenta Luís Lima, que se veio manifestar contra as propostas do Bloco de Esquerda (BE) relativas à taxa sobre as mais-valias, considerando que isto “vem sobrecarregar um imposto que já existe”.

Além de ser contra esta e outras medidas defendidas pelo Bloco - fim do Regime Fiscal para Residentes não Habituais (RNH) e dos vistos gold - Luís Lima não vê nelas o efeito pretendido. "Acresce ainda que a convicção de que estas medidas farão aumentar a oferta de imobiliário a preços acessíveis não corresponde de todo à realidade", esclarece.

"Estas propostas só têm feito com que estes clientes se afastem e vão em busca de outras alternativas, nomeadamente noutros países europeus", avisa o representante, que acusa ainda o BE de estar "verdadeiramente apostado em destruir o setor imobiliário nacional".