Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Os efeitos do coronavírus na economia: dívida de Portugal entre as mais penalizadas

Público
Público
Autor: Redação

A propagação do novo coronavírus na Europa e nos EUA está a fazer soar cada vez mais os alarmes na economia mundial, com quedas a pique nas bolsas e fortes descidas nos preços do petróleo. Em Portugal também se estão a sentir os efeitos deste fenómeno, com as taxas de juro da dívida a disparar. A dívida nacional está, de resto, entre as mais penalizadas pela fuga ao risco.

Segundo o Público, os investidores dos mercados financeiros internacionais acabam, perante todo este cenário, por colocar o seu dinheiro nos ativos que vêem como mais seguros, fugindo daqueles onde consideram haver risco.

“E ao nível do mercado da dívida pública europeia, esta avaliação de risco realizada pelos investidores continua a ser, em larga medida, dominada pela distinção entre os países do centro e os chamados países periféricos, algo que acaba por penalizar Portugal”, escreve a publicação, acrescentando que as taxas de juro a dez anos subiram segunda-feira (9 de março de 2020) de 0,253% para 0,328%.

“As taxas de juro portuguesas estão assim ligeiramente acima das espanholas (0,252%) algo que na maior parte do mês de fevereiro não acontecia”, conclui o Público.