Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugal já teve um défice de 1,1% do PIB no primeiro trimestre de 2020

INE
INE
Autor: Redação

Portugal registou um défice orçamental de 1,1% do Produto Interno Bruto (PIB) até março, em contas nacionais, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), publicados esta quarta-feira (24 de junho de 2020). O primeiro trimestre ainda foi pouco afetado pelos efeitos da Covid-19 na economia, bem como pelas medidas que o Governo adoptou para fazer face ao impacto da pandemia, pelo que os efeitos deverão ser mais acentuados a partir do segundo trimestre.

“O saldo do setor das Administrações Públicas (AP) registou uma diminuição de 0,3 p.p. no ano terminado no primeiro trimestre de 2020, passando de um saldo positivo no trimestre anterior para negativo (-0,1% do PIB). Tomando como referência valores trimestrais e não o ano terminado no trimestre, o saldo das AP foi negativo no 1º trimestre de 2020, atingindo -570,9 milhões de euros (-1,1% do PIB, o que compara com 0,1% no trimestre homólogo), observando-se um aumento da despesa total em termos homólogos (4,3%), superior ao aumento da receita total (1,1%)”, lê-se no boletim do INE.

De referir ainda que a despesa total fixou-se em 20.598,2 milhões de euros até março, enquanto a receita total foi de 20.027,2 milhões de euros. O saldo negativo de -570,9 milhões de euros compara com o excedente de 59 milhões de euros registado no primeiro trimestre de 2019.

No Orçamento Suplementar, o Governo prevê um défice orçamental de 6,3% este ano, devido aos efeitos da pandemia, depois de ter registado um excedente orçamental de 0,2% no ano passado.