Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Deco Alerta: Ias apanhar o transporte público e falhou? Aprende a queixar-te com resultados

Autor: Redação

As queixas sobre os serviços dos transportes públicos é o 87º tema da Deco Alerta. Destinada a todos os consumidores em Portugal, esta rubrica semanal é assegurada pela Deco - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor para o idealista/news.

Envia a tua questão para a Deco, por email para gcabral@deco.pt ou por telefone para 00 351 21 371 02 20.

Tu que és um utilizador frequente dos transportes públicos coletivos e nem sempre as coisas correm bem, ou seja, és confrontado com atrasos, cancelamentos, muitas vezes sem outras alternativas, ou estás descontente com a forma como é prestado o serviço, é importante que saibas que agora tens uma forma fácil e acessível de apresentares a tua queixa e denunciares a tua insatisfação.

A Deco já tem disponível o portal, também numa versão para smartphones e tablet, para que possas facilmente apresentar a tua reclamação, de forma gratuita, relativa aos diferentes modos de transporte, autocarro, comboio, metro ou barco. 

Falamos de situações, tais como de atrasos consideráveis, de cancelamento de serviços, de dificuldades de acesso para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e dos aumentos dos preços dos títulos de transporte.

Apesar de existir legislação sobre os direitos dos passageiros dos diferentes meios de transportes, verificamos que a mesma não protege convenientemente os consumidores, enquanto passageiros.

Por esse motivo, a Deco elaborou a Carta dos Direitos dos Passageiros de Transporte Público Coletivo que tem como principal objetivo elencar os direitos que consideramos como fundamentais para os passageiros, sendo que alguns são o reforço do que já está previsto na lei, mas outros, novos, foram introduzidos para promover a qualidade deste serviço e ir de encontro às exigências e necessidades dos passageiros.

Para reclamar é essencial que tenhas conhecimento dos teus direitos, para isso importa que te associes a esta iniciativa, através do mesmo portal e que subscrevas a Carta dos Direitos dos Passageiros.

Com a tua ajuda e com o teu testemunho dás força à nossa vontade de melhorar o dia-a-dia dos passageiros e de garantir que os direitos que constam da Carta sejam aplicados pelos operadores nas suas relações com os consumidores, promovendo-se a qualidade do serviço e consequentemente a confiança e a satisfação dos seus utentes.