Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Construção da nova sede da Fidelidade em Entrecampos votada hoje

Câmara de Lisboa discute um pedido de informação prévia relativo a um terreno na Av. Álvaro Pais, onde a seguradora prevê construir um edifício com 8 pisos.

Autor: Redação

A construção da nova sede da Fidelidade em Entrecampos, Lisboa, é votada esta quinta-feira (11 de fevereiro de 2021), devendo o projeto, que será discutido em reunião camarária, receber luz verde. Em causa está um pedido de informação prévia relativo a um terreno na Avenida Álvaro Pais, para onde a seguradora tem planeado um edifício com oito pisos.

Se for aprovado será, segundo o Público, o primeiro processo urbanístico privado da Operação Integrada de Entrecampos a passar da fase das intenções. A vertente pública, que contempla casas de renda acessível na Av. das Forças Armadas, arrancou em meados de 2020.

De recordar que a Fidelidade é a dona de todos os terrenos da antiga Feira Popular de Lisboa, tendo ganho a hasta pública promovida pela Câmara Municipal de Lisboa autarquia em dezembro de 2018. Nessa ocasião comprou também uma parcela na Avenida Álvaro Pais por 35,4 milhões de euros, sendo aí que vai construir a sua nova sede, escreve a publicação.

O futuro edifício terá a forma de um trapézio, sendo que estão previstas “duas grandes alas transparentes, ladeando um ‘vazio’ central permeável, que flui por debaixo de uma estrutura suspensa”, segundo se pode ler na memória descritiva.

O edifício em causa deverá ter um total de 13 pisos, oito dos quais para escritórios e dois semi-enterrados para vencer o desnível do terreno entre a linha ferroviária e a Rua Sousa Lopes. Está ainda prevista a existência de um auditório, uma biblioteca, salas de estudo, um museu, café e loja. Os restantes três pisos serão subterrâneos, para estacionamento automóvel – está previsto haver 480 lugares mais 112 para bicicletas.