Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Venda de parcela de Troia rende à Sonae Capital mais-valia de 15,5 milhões

www.pestanatroia.com
www.pestanatroia.com
Autor: Redação

A Sonae Capital vendeu uma das parcelas do Troia Resort ao grupo francês Lagune por 20 milhões de euros, tendo o negócio representado uma mais-valia de 15,5 milhões para a empresa, já que no balanço anterior o valor inscrito era de 4,5 milhões de euros.

Segundo a Lusa, o ativo em questão, adquirido em 1997, está inscrito no balanço da Sonae Capital por, aproximadamente, 4,5 milhões de euros, incluindo custos de transação, o que aponta para uma mais-valia de 15,5 milhões de euros.

“A Lagune é uma sociedade de investimento em ativos imobiliários relacionados com os setores de lazer e saúde, numa perspetiva de médio-longo prazo. Atualmente, possui ativos sob gestão de 1.500 milhões de euros, em seis diferentes países europeus”, lê-se no comunicado enviado pela Sonae Capital à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). De referir que no terreno em causa deverá nascer um resort de luxo.

O prejuízo da Sonae Capital agravou-se em 62,1% no primeiro trimestre de 2018 face ao mesmo período do ano anterior, para 7,86 milhões de euros, escreve a Lusa, salientando que o volume de negócios consolidado do grupo ascendeu a 42,32 milhões de euros (mais 32,4% face ao trimestre homólogo) e que o EBITDA (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) mais que duplicou, atingindo 2,08 milhões.