Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Projeto “Cidade da água” em Almada apresentado hoje

O projeto para a marina de Almada / www.lisbonsouthbay.com
O projeto para a marina de Almada / www.lisbonsouthbay.com
Autor: Redação

O megaprojeto imobiliário “Cidade da Água”, em Almada, na margem sul do Tejo, vai ser apresentado esta terça-feira (14 de maio de 2016) a potenciais investidores interessados. O lançamento do concurso público internacional deverá acontecer ainda no primeiro semestre deste ano, segundo a Baía do Tejo, empresa estatal do universo da Parpública.

A empresa pública, que tem a responsabilidade de requalificar os territórios das antigas áreas industriais da Quimiparque, no Barreiro, da Siderurgia, no Seixal, e da Margueira, em Almada, em conjunto com as autarquias - um projeto que ficou conhecido como Arco Ribeirinho Sul ou “Lisbon South Bay” -, vai hoje realizar uma sessão de apresentação, destinada a operadores económicos nacionais e internacionais, no auditório do Parque Tecnológico da Mutela, em Almada, estando ainda previstas sessões individuais com potenciais interessados. A intenção foi anunciada no jornal britânico Financial Times.

"A Baía do Tejo, S.A. tem a intenção de proceder durante o primeiro semestre de 2019 ao lançamento do concurso para alienação de terrenos situados na antiga área industrial da Margueira, na margem sul do rio Tejo, e entrega para exploração, em regime de concessão, de duas áreas de domínio público hídrico, no mesmo território, destinadas à implantação de uma marina de recreio e de um terminal fluvial de passageiros", lê-se documento de alienação dos terrenos, citado pela Lusa.

Os terrenos a alienar, localizados no distrito de Setúbal, encontram-se abrangidos pelo Plano de Urbanização de Almada Nascente e contemplam uma área prevista de construção de 630.246 metros quadrados (m2) destinada a diversos usos, nos quais se incluem áreas para habitação, comércio e serviços, espaços culturais e edificações de usos fluviais.