Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Retalho continua no radar: registou 311 milhões de investimento no primeiro semestre

Autor: Redação

O setor do retalho continua a ser um dos segmentos mais ativos no mercado imobiliário nacional, tendo registado no primeiro semestre do ano 311 milhões de euros de investimento comercial imobiliário. A abertura de novos espaços de comércio de rua em Lisboa e a expansão de centros comerciais continuam a ser as principais tendências. 

Os dados revelados pela consultora Worx permitem ainda concluir que, “em 2019, a tendência de aumento do número de lojas de proximidade que conjugam o tradicional e o cosmopolita, continuará a ser atrativo” para portugueses e estrangeiros. 

“Verificou-se neste primeiro semestre de 2019 que o mercado do comércio de rua, que liderou a dinâmica no setor do retalho no ano passado, continuou a dar mostras de grande dinamismo com a abertura de cerca de 100 novas lojas em Lisboa”, refere a empresa em comunicado.

Segundo a Worx, Restauração, Moda & Acessórios e Decoração & Design continuam a ser os sectores de atividade mais representados. “De notar que novos conceitos, tais como como serviços especializados em entregas ao domicilio e ‘lojas de conveniência de bairro’, vão ganhando popularidade”, acrescenta a consultora.

No que diz respeito aos centros comerciais, os “mais maduros do país apostam na requalificação e atualização, de forma a responder às novas tendências”, explica a Worx, dando como exemplos a renovação do NorteShopping, avaliada em 77 milhões de euros, e do Centro Comercial Colombo, que custará cerca de 150 milhões de euros, com a construção de um terceiro edifício de escritórios. As duas operações devem estar concluídas em 2021, adianta.