Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Salão do Imobiliário Português em Paris será online em ano de pandemia – realiza-se em setembro

Trata-se de um evento que foi criado em 2012 e que é direcionado a quem quer residir, investir, empreender, estudar ou visitar Portugal.

Carlos Machado on Unsplash
Carlos Machado on Unsplash
Autor: Redação

O InPortugal - Salão de Imobiliário e Investimento, que durante anos foi conhecido como Salão do Imobiliário e do Turismo Português em Paris, realiza-se este ano num formato inteiramente virtual, de 22 a 24 de setembro, devido à pandemia da Covid-19. Trata-se de um evento que foi criado em 2012 que é direcionado a quem quer residir, investir, empreender, estudar ou visitar Portugal, sendo que a edição deste ano, a 9ª, será 100% online para expandir a oferta aos quatro cantos do mundo e para ajudar os expositores a identificarem, a interagirem e a conectarem-se a clientes internacionais, explica a organização, em comunicado.

“O histórico salão do imobiliário, que habitualmente se realiza em Paris (França), já se tornou numa referência incontornável da promoção do imobiliário português em França e na Europa, particularmente na Bélgica, no Luxemburgo e na Suíça”, lê-se no documento.

A organização revela que este ano o InPortugal vai alargar o público-alvo a mercados anglófonos – Reino-Unido, Irlanda, Holanda e EUA – e propor uma programação variada de mais de 40 videoconferências em direto sobre imobiliário, investimento, fiscalidade, mobilidade e lifestyle.

Para Ricardo Simões, diretor do salão, a pandemia obrigou a acelerar a digitalização do evento, tendo sido adotada “uma solução tecnológica que permite o contacto direto entre o expositor e o visitante, potenciado por uma Marketplace de produtos e serviços, por um hall de expositores interativo e por um espaço de networking e matchmaking evoluído”. 

A organização revela, nesse sentido, que a plataforma do InPortugal é acessível por smartphone, tablet e computador, sendo que os expositores já estão a aceder e a personalizar os stands virtuais com conteúdos promocionais, vídeos, imagens, descritivos, catálogos, equipa comercial, contactos, entre outros. Já as inscrições continuam abertas, sendo que os interessados podem saber mais informações sobre o tema neste link.

"[Este ano] o salão vai ter com os visitantes onde estes estiverem: em casa, de férias, no trabalho ou em Roland-Garros. Para os expositores é a oportunidade de mostrarem quase em ‘pré-visita’ os seus imóveis, a vista, as áreas, os interiores”
Ricardo Simões, diretor do InPortugal

“Os visitantes registam-se no website em www.inportugal.salon e, no início de setembro, vão poder aceder à plataforma, agendar previamente reuniões com expositores e inscrever-se nas videoconferências. Todas as reuniões acontecem diretamente na plataforma, nos dias do salão, através de videoconferência privada e segura”, explica a organização.

Ricardo Simões lembra que este ano, devido à pandemia, “o salão vai ter com os visitantes onde estes estiverem: em casa, de férias, no trabalho ou em Roland-Garros”. “Para os expositores é a oportunidade de mostrarem quase em ‘pré-visita’ os seus imóveis,
a vista, as áreas, os interiores”, acrescenta.

Melhores projetos portugueses distinguidos no InPortugal

Nesta edição, os expositores podem candidatar-se aos Prémios InPortugal 2020, que vão distinguir em sete categorias os produtos imobiliários lançados ou terminados nos últimos dois anos em Portugal. Para consultar todas as categorias basta clicar neste link.

“Melhor projeto Residencial, Melhor projeto Reabilitação Urbana e Melhor projeto Eco Responsável são algumas das categorias da primeira edição dos prémios InPortugal. A entrega dos troféus está marcada para 24 de setembro”, lê-se num outro comunicado enviado às redações pela organização do certame.

De referir que o júri internacional é composto por Dominique Ozanne, deputy CEO da Covivio e “Pierre d’Or” 2020 da Immoweek, Michael Hagege, diretor de investimentos da Axe Promotion, Guilain Decrop Portfolio Manager do Norges Bank Real Estate Management, e Mariam Hssinou, Senior Surveyor da Cushman & Wakefield.

“Os prémios InPortugal são um olhar para o futuro e como os atores de diversas áreas podem moldar esse mesmo futuro, num mundo global. É importante distinguir internacionalmente quem trabalha para construir soluções inovadoras em Portugal. A área do imobiliário, aliada aos setores da economia e inovação, é um exemplo perfeito de como um setor se tem vindo a adaptar a novas realidades, quer seja na reabilitação urbana, em projetos eco responsáveis ou na mobilidade”, explica Ricardo Simões.