Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Grupo Ageas vende Edifício Rialto, o primeiro arranha-céus do Porto

Trata-se de um imóvel com cerca de 4.700 m2. Seguradora adianta que quer continuar a investir nas principais cidades portuguesas.

Ageas
Ageas
Autor: Redação

O edifício Rialto, localizado no centro histórico do Porto, deixou de integrar o portefólio do Grupo Ageas, conforme noticiámos recentemente. Sem identificar o nome do comprador e o valor da transação, o grupo Ageas refere, em comunicado, que se trata de “um edifício cheio de história” com “aproximadamente 4.700 metros quadrados (m2), sendo considerado por muitos o primeiro arranha-céus da cidade”.

“Após a aquisição de um edifício de escritórios durante o verão e a construção, em curso, das novas sedes do Grupo Ageas Portugal, em Lisboa e no Porto, esta venda é mais um passo na estratégia de reequilibrar a carteira de investimento imobiliário do Grupo Ageas Portugal. Continuaremos a investir nas principais cidades do país, focando-nos em ativos core/core+”, diz Gilles Emond, Head of Real Estate do Grupo Ageas Portugal, citado no documento.

Já Nuno Nunes, Head of Capital Markets na CBRE Portugal, consultora que assessorou o negócio a nível comercial, adianta que “esta transação vem confirmar o dinamismo e resiliência do mercado imobiliário português e em concreto da cidade do Porto”. “A confiança dos investidores no mercado nacional, mesmo num contexto adverso, persiste”, acrescenta.

De referir que esta é a primeira venda importante anunciada pelo Grupo Ageas Portugal, que desenvolve a sua estratégia de investimento no setor imobiliário em dois segmentos: espaços de escritórios e imobiliário operacional. Recentemente, em agosto, anunciou a aquisição do edifício Expo Tower, no Parque das Nações, isto depois de ter revelado, no final do ano passado, que tinha comprado outros três edifícios em Lisboa, na Rua Castilho, em Entrecampos e em Benfica.