Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Obras das futuras sedes da Ageas em Lisboa e Porto prosseguem em velocidade cruzeiro

Ambos os edificíos devem estar concluídos em 2021.

Imagem aérea da nova sede da Ageas em Lisboa, no Parque das Nações / Grupo Ageas Portugal
Imagem aérea da nova sede da Ageas em Lisboa, no Parque das Nações / Grupo Ageas Portugal
Autor: Redação

O Grupo Ageas Portugal, que tem estado muito ativo em Portugal em termos imobiliários, terá duas novas sedes no país em 2021, uma em Lisboa e outra no Porto. Ambas estão ainda em construção, com as obras a decorrer a bom ritmo, revela a empresa. 

“Um ano depois do lançamento da primeira pedra do novo edifício do Grupo Ageas Portugal em Lisboa, continuamos a acompanhar de perto a evolução das novas sedes. Em Lisboa – Parque das Nações –, pode ver-se já a estrutura do edifício que vai acolher todos os colaboradores do grupo, com um total de 12 pisos”, lê-se no comunicado enviado pela empresa às redações.

Assim será a sede da Ageas em Lisboa / Grupo Ageas Portugal
Assim será a sede da Ageas em Lisboa / Grupo Ageas Portugal

Segundo a Ageas, estão neste momento a ser executados todos os elementos de caixilharia da fachada e todas as instalações técnicas do edifício: eletricidade, telecomunicações, ar condicionado, sistemas de abastecimento de águas e de esgotos. Em 2021, garante a seguradora, todos os colaboradores podem mudar para o novo edifício na capital “com todas as condições necessárias”.

As obras da sede do Grupo Ageas Portugal no Porto, inserida no projeto ICON, também estão a decorrer “em velocidade cruzeiro”, adianta a companhia, assegurando que toda a estrutura do edifício deverá estar concluída ainda este ano. 

Assim será a sede da Ageas no Porto / Grupo Ageas Portugal
Assim será a sede da Ageas no Porto / Grupo Ageas Portugal

“Nos próximos meses também vão iniciar-se alguns trabalhos de instalação de equipamento técnico, tais como aparelhos relacionados com os sistemas de ar condicionado. O edifício deverá ficar concluído no último trimestre de 2021”, conclui a seguradora.