Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mais de 80% dos portugueses preferem comprar produtos certificados e com selo de qualidade

Roman Kraft/Unsplash
Roman Kraft/Unsplash
Autor: Redação

Os portugueses são unânimes. Na dúvida, e perante uma situação de compra de um produto em detrimento de outro, preferem aqueles que apresentam rótulo ou certificação. Para 82% dos portugueses estes são aspetos fundamentais para que possam confiar numa marca. Esta é uma das principais conclusões do estudo Observador Cetelem sobre “Consumo na Europa: Novos Caminhos para a Confiança”.

Mas o que é que uma marca tem de ter para conseguir conquistar a confiança dos consumidores? Cerca de 86% dos portugueses consideram que os vendedores profissionais são fator primordial. Também a qualidade do produto, com 77%, e uma boa experiência anterior, referida por 51% dos inquiridos, são condições apontadas como necessárias para uma maior confiança por parte dos portugueses.

Uma análise mais aprofundada revela ainda que para 55% dos inquiridos nacionais os produtos com origem no comércio justo, com referência na etiqueta da origem protegida, ou detentores de etiquetas biológicas merecem maior confiança. Por outro lado, 18% dos inquiridos não fazem qualquer distinção entre produtos certificados ou não certificados, revela em comunicado a empresa.

No total dos 15 países inquiridos neste estudo, os portugueses estão mesmo entre aqueles que maior atenção prestam à rotulagem e certificação, apenas ultrapassados pelos búlgaros, com 84%.