Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preço da luz cai 4,9% em Portugal no segundo semestre de 2019 – é a terceira maior descida da UE

Eurostat
Eurostat
Autor: Redação

No segundo semestre de 2019, o preço da luz desceu 4,9% em Portugal face ao período homólogo, tendo registado a terceira maior descida da União Europeia (UE), apenas atrás de Dinamarca (6,3%) e Grécia (-5,8%). Um valor que compara com um aumento de 1,3% em média da UE. 

Segundo dados revelados recentemente pelo Eurostat, em média, os consumidores nacionais têm, ainda assim, a oitava fatura mais cara do espaço europeu, tendo pago 21,8 euros por 100 kWh de eletricidade entre julho e dezembro do ano passado. No entanto, medidos os preços em paridades de poder de compra, os portugueses têm a quarta fatura mais elevada, encontrando-se apenas atrás de Roménia, Alemanha e Espanha.

Eurostat
Eurostat

A elevada carga fiscal que incide sobre a eletricidade em Portugal ajuda a explicar esta posição, sendo que, de acordo com o gabinete de estatísticas europeu, 49% do preço que os portugueses pagam pela eletricidade corresponde a impostos e taxas, o que representa o terceiro nível mais elevado da UE e compara com a média de 41%. Só na Dinamarca (64%) e na Alemanha (54%) o peso dos impostos e taxas é superior.

Relativamente ao gás, a fatura baixou 1% em Portugal no segundo semestre de 2019 face ao mesmo período do ano anterior. Já na média da UE verificou-se um aumento de 1,7%.

Eurostat
Eurostat

No período em causa, os portugueses pagaram 7,8 euros por kWh, o que corresponde ao sexto preço mais elevado da UE. Ajustado ao poder de compra, os preços em Portugal são os quartos mais elevados da UE.

De referir ainda que a nível nacional os impostos cobrados no gás natural representam 24% do preço final, o que se situa abaixo da média da UE (31%).

Eurostat
Eurostat