Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Rumores do dia

Autor: Redação

Governo propõe corte salarial nos contratos coletivos que caduquem: O Governo quer limitar os direitos dos trabalhadores quando os contratos coletivos caducarem. Prémios de assiduidade, subsídios de turno, pagamento de trabalho noturno ou isenção de horário de trabalho são alguns benefícios que podem desaparecer ou sofrer alteração. Ou seja, os contratos coletivos que caduquem só garantem mesmo o salário base. A proposta, que a CGTP diz ser “terrorista”, é discutida terça-feira entre o Governo e os parceiros sociais. (Rádio Renascença)

Governo espera por decisão do TC para enviar carta ao FMI: O Governo será obrigado a alterar o seu plano para 2014 e 2015 se o Tribunal Constitucional (TC) chumbar os cortes salariais que foram inscritos no Orçamento do Estado para este ano. Se assim for, a carta de intenções que será enviada para o FMI terá de ser adaptada ao novo plano. Esta é uma das razões que explica que nem o FMI nem o Governo tenham pressa em fechar a carta. (Diário Económico)

Ex-diretor geral do MAI suspeito de corrupção: Dos 224 ajustes diretos assinados, no espaço de três anos, pelo ex-diretor geral de Infraestruturas e Equipamentos do Ministério da Administração Interna (MAI), João Alberto Correia, 55 estão na mira do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP). Em causa estão suspeitas de corrupção e participação económica em negócio na adjudicação de mais de 50 obras de remodelação de esquadras ou de readaptação dos antigos governos civis a empresas que nunca tinham sido contratadas pela Direção-Geral de Infraestruturas e Equipamentos (DGIE) até o antigo dirigente ser nomeado para o cargo, em março de 2011. (Jornal I)