Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Empresas vão contratar em 2020 e 2021? Mais de metade não...

Mercer
Mercer
Autor: Redação

Mais de metade das empresas nacionais (53,8%) pretende manter o número de colaboradores em 2020 e 2021, sendo que 36% das organizações pretende aumentar o número de colaboradores este ano e cerca de 39% no próximo. Apenas 12% antecipa uma redução de colaboradores no corrente ano, um valor que desce para 7% em 2021. Estas são algumas das conclusões do estudo Total Compensation Portugal 2020, realizado pela Mercer, que analisou este ano 140.000 postos de trabalho em 466 empresas no mercado português.

Segundo a investigação, a pandemia da Covid-19 fez rever em alta a intenção de congelamento salarial no tecido empresarial português, para 17%.

No que diz respeito a aumentos salariais, a previsão para 2021 é de que haja um ligeiro abrandamento, perspetivando-se o congelamento salarial em algumas das empresas inquiridas.

Mercer
Mercer

“Perante o cenário de pandemia, 19% das organizações admite vir a diminuir o número de colabores em 2020”, conclui o estudo, acrescentando que “as saídas voluntárias situam-se agora nos 5,6%, contrapondo aos 10% registados em 2019”.