Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Taxa de desemprego a recuar em 2021 – desceu para 7,1% no primeiro trimestre

Taxa de desemprego é, no entanto, 0,3% superior à registada nos primeiros três meses de 2020, segundo o INE.

INE
INE
Autor: Redação

A taxa de desemprego fixou-se em 7,1% no primeiro trimestre de 2021, tendo descido 0,2% face ao trimestre anterior e aumentado 0,3% face ao trimestre homólogo, segundo dados divulgados na semana passada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com a mesma fonte, entre janeiro e março deste ano, a população desempregada, estimada em 360,1 mil pessoas, diminuiu 3,5% (13,1 mil) em relação ao trimestre anterior e aumentou 3,5% (12,0 mil) relativamente ao primeiro trimestre de 2020.

No que diz respeito à população empregada (4.681,6 mil pessoas), diminuiu 1,0% (49,0 mil) por comparação com o trimestre anterior e 1,3% (62,6 mil) em relação ao homólogo.

“A população empregada ausente do trabalho na semana de referência aumentou 49,8% (211,3 mil) em relação ao trimestre anterior e 40,5% (183,2 mil) relativamente ao 1.º trimestre de 2020. A ‘redução ou falta de trabalho por motivos técnicos ou económicos da empresa (inclui suspensão temporária do contrato ou layoff)’ foi o principal motivo. Em consequência, o volume de horas efetivamente trabalhadas registou um decréscimo trimestral de 6,4% e uma redução homóloga de 7,9%. Em média, cada pessoa empregada trabalhou 32 horas por semana”, lê-se no boletim do INE.

De referir, ainda, que um quinto da população empregada (20,7%/ 967,7 mil pessoas) trabalhou sempre ou quase sempre a partir de casa com recurso a tecnologias de informação e comunicação, ou seja, esteve em teletrabalho.