Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

“Imobiliário continua a despertar interesse estrangeiro e a criar novas oportunidades”

Rui Torgal, diretor-geral da ERA Portugal, analisa o mercado nacional no âmbito dos resultados semestrais da empresa.

Autor: Redação

“O ano de 2020 começou forte, mantendo a tendência de crescimento que se tem vindo a verificar nos últimos anos”, mas a pandemia da Covid-19 trouxe “alguma estagnação no mercado”, diz Rui Torgal, diretor-geral da ERA Portugal, acrescentado, no entanto, que o setor já está a recuperar “a total dinâmica, ao mesmo tempo que continua a despertar interesse estrangeiro e a criar novas oportunidades”. 

A análise do gestor é feita no âmbito da apresentação dos resultados semestrais da ERA Portugal. Em comunicado, a empresa revela que vendeu cerca de 4.000 imóveis – no valor de 529 milhões de euros – nos primeiros seis meses do ano, tendo o preço médio por imóvel sido de 135.848 euros. A imobiliária fechou “o semestre com um valor de faturação de quase 29 milhões de euros em comissões de mediação imobiliária”, lê-se no documento.

Segundo a mediadora, durante o primeiro semestre, e em pleno estado de emergência, a ERA registou o interesse de mais de 138 mil novos clientes compradores e conseguiu angariar 17 mil novos imóveis para venda.

A mediadora revela, de resto, que lançou recentemente uma nova campanha nacional de recrutamento, havendo 500 vagas em aberto para as mais de 200 agências que existem no país. O objetivo passa por “aumentar o número de colaboradores, continuando, simultaneamente, a apostar em reter e atrair talento para dar resposta ao mercado imobiliário atual”, explica a imobiliária, que tem cerca de 2.500 colaboradores em Portugal e mais de 60 mil imóveis para comercialização.