Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vistos gold: investidores europeus mantêm interesse em Portugal apesar da polémica

Casa de luxo de Cristiano Ronaldo no Algarve atrai investidores
Autor: Redação

A imobiliária do segmento de luxo Engel & Volkers acredita que a polémica à volta do programa Golden Visa não irá afetar as vendas de imóveis de topo de gama a cidadãos europeus.

"A única questão que pode influenciar será uma eventual cessação deste incentivo. Caso isso aconteça, os estrangeiros europeus continuarão a vir, porque acreditam na qualidade dos imóveis disponíveis no mercado", refere Ignacio Fiter, diretor de expansão para Portugal e Espanha da Engel & Völkers, ao Diário Económico.

O responsável alerta, porém, que "o fluxo de cidadãos não europeus, esse sim diminuirá". O especialista em imóveis de luxo explica que os estrangeiros já investiam em Portugal, o que foi alterado com os Golden Visa foi a origem desses investidores.

Anteriormente, os estrangeiros que compravam imóveis em Portugal eram cidadãos europeus (franceses, belgas, suíços e holandeses), que foram entretanto substituídos por investidores provenientes de fora do espaço europeu.

Embora, o crescimento no volume de negócios da Engel & Völkers em Portugal desde 2013 tenha sido, em grande parte, devido à procura crescente de investidores estrangeiros a atual investigação não deverá ter influência direta na actividade da marca.

A imobiliária de luxo alemã opera no território nacional desde 2006, onde abriu a primeira das suas lojas no Algarve. Atualmente conta com cinco espaços em Cascais, Estoril, Parque das Nações, Restelo e Quinta do Lago, no Algarve.