Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vendidas 500 casas por dia em 2018...

Glauco Zuccaccia/Unsplash
Glauco Zuccaccia/Unsplash
Autor: Redação

Comprar casa é cada vez mais caro, mas as vendas de imóveis têm disparado ano após ano. Em 2018, o número de transações terá crescido entre 15% e 20%, o que significa que terão sido vendidas cerca de 180 mil casas, mais 25 mil que no ano anterior – e uma média de 500 por dia. Em causa estão estimativas da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP).

Segundo o Diário de Notícias, que se apoia em números da associação, trata-se do número mais elevado desde, pelo menos, 2009, ano a partir do qual estão disponíveis dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). 

Até setembro de 2018 foram vendidas 132 mil casas, sendo que a APEMIP prevê que terão sido transacionados mais de 45 mil alojamentos no último trimestre do ano. Os números são esclarecedores do momento imobiliário que se vive no país: num só ano ter-se-ão vendido mais casas que em 2013 e 2014 juntos.

Os estrangeiros continuam a investir em força no imobiliário nacional, já que terão sido responsáveis, também segundo previsões da APEMIP, 20% das vendas de casas no ano passado. Quer isto dizer que compraram cerca de 35 mil casas em Portugal em 2018. Trata-se, ainda assim, de um número ligeiramente inferior ao verificado no ano passado face a 2017. 

“A percentagem não se deve ao decréscimo do investimento estrangeiro, mas ao aumento da representatividade do mercado interno”, disse Luís Lima, líder da associação de mediadores, citado pela publicação. 

Segundo o responsável, brasileiros e franceses são os mais ativos a nível nacional, sendo de notar “uma descentralização do investimento para fora das principais cidades”. “Por outro lado, continua a haver uma manutenção das transações feitas por cidadãos britânicos, que preferem, tal como é tradicional, a região algarvia”, acrescentou.