Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Terceiro lote do Prata Riverside Village com luz verde: portugueses lideram compras

RPBW (Renzo Piano Building Workshop)
RPBW (Renzo Piano Building Workshop)
Autor: Redação

A pré-comercialização das 107 casas do Lote 1 do Prata Riverside Village, o terceiro de 12 edifícios projetados para o empreendimento que está a nascer em Marvila, Lisboa, já começou, sendo que as obras arrancam em breve. Em poucas semanas foram reservados cerca de 20 dos 107 imóveis, que estarão prontos a habitar no primeiro trimestre de 2021. Os preços variam entre 285 mil euros e um milhão de euros.

Trata-se de um projeto que está a atrair muitos portugueses. Segundo o Dinheiro Vivo, no Lote 8, já construído e habitado, 61% dos 28 proprietários são portugueses. Já o Lote 7, cuja construção deverá estar concluída no verão de 2020, tem garantidos entre vendas e pré-reservas garantidos 79% de moradores de nacionalidade portuguesa. Neste caso, os valores dos 40 apartamentos começam nos 440 mil euros e chegam aos 1,9 milhões de euros. 

Aquele que é considerado pela promotora VIC Properties como “um dos projetos imobiliários do século em Portugal” – foi projetado pelo conceituado arquiteto italiano Renzo Piano – também está a atrair compradores estrangeiros, entre eles alemães, chineses, brasileiros e angolanos. 

Ao todo, o Prata Riverside Village trará cerca de 700 apartamentos à zona ribeirinha de Lisboa, mais escritórios e comércio, numa área equivalente a 13 campos de futebol, escreve a publicação. 

O espaço do projeto cresce para mais do dobro contando com o terreno adjacente ao Braço de Prata que a VIC adquiriu em junho ao Novo Banco. Conforme noticiámos na altura, além das 700 casas do Riverside Village, serão construídos mais dois mil apartamentos no terreno da Matinha.