Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Pedidos de inscrição e reavaliação de imóveis disparam à boleia da dinâmica de mercado

Photo by William Iven on Unsplash
Photo by William Iven on Unsplash
Autor: Redação

O Portal das Finanças recebeu este ano 28.200 pedidos de inscrição e reavaliação de imóveis para efeitos de Imposto Municipal sobre os Imóveis (IMI) – mais do dobro do que as 13.562 declarações registadas ao longo de todo o ano de 2018. Em causa estará o reforço das reabilitações e novas construções.

Os pedidos são feitos através do Modelo 1 do IMI, após a conclusão das obras de construção e obtenção da licença de utilização, quando está em causa a inscrição do imóvel na matriz predial. Entre as situações que podem estar na origem da entrega deste modelo estão ainda as das casas cujos proprietários consideram que o valor patrimonial tributário está desatualizado ou as que foram alvo de obras de reconstrução ou melhoramento, bem como as alterações da afetação do imóvel (de habitação para serviços ou vice-versa, por exemplo).

“Há cada vez mais transações de imóveis reabilitados e há cada vez mais a preocupação, por parte de quem compra e reabilita para depois vender, de registar as alterações”, explicou Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), à Lusa. 

A subida não surpreende o responsável, que olha para o aumento dos pedidos como reflexo da agitação do mercado.