Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Habitação continuará “quente” em 2020

Preços das casas vão subir este ano, segundo o Barómetro Out of the Box.

Maioria dos inquiridos considera que o preço das casas vai subir mais no Porto que em Lisboa / Gtres
Maioria dos inquiridos considera que o preço das casas vai subir mais no Porto que em Lisboa / Gtres
Autor: Redação

Os preços das casas têm vindo a subir nos últimos tempos, mas em 2019, apesar de continuarem a aumentar em termos homólogos, já deram sinais de estarem a desacelerar, ou seja, continuam a subir, mas menos. E em 2020, o que irá acontecer? Vão continuar a crescer. Esta é a conclusão do Barómetro Out of the Box, que este ano contou com 181 respostas.

Segundo o portal, que é detido por Gonçalo Nascimento Rodrigues, consultor financeiro independente em investimentos imobiliários, quase 36% dos inquiridos aponta para uma subida dos preços até 5%, sendo que 13% considera que a subida poderá chegar aos 10% e 1,66% superar essa fasquia. De referir, no entanto, que 40% dos participantes acreditam na manutenção dos preços ou numa quebra até 5%.

Onde é que os preços vão subir mais, em Lisboa ou no Porto? Os dados do barómetro permitem concluir que a tendência de subida será superior na Invicta, com quase 65% dos inquiridos a manifestar esse sentimento. “Na capital, 25% acredita mesmo numa quebra dos preços, sendo que os restantes inquiridos dividem-se entre uma estabilização ou uma subida dos mesmos”, lê-se no portal. 

Mais otimistas estão os promotores imobiliários que responderam ao inquérito, já que 60% dos inquiridos acreditam numa subida dos preços em Portugal no corrente ano. E mais: 20% aponta para uma estabilização do mercado. Já do lado dos avaliadores, são mais de 50% aqueles que antecipam uma subida nos preços.

Os mediadores imobiliários, por seu turno, estão um pouco mais cautelosos, com quase 35% a preverem uma descida nos preços e 40,5% a acreditaram numa quebra nas casas vendidas. Sobre este tema, a maior parte dos inquiridos acredita numa estabilização no número de casas vendidas (37,5%) enquanto 32,6% acredita ainda que o mercado possa vir a vender mais casas em 2020. Quase 30% prevê, no entanto, uma quebra nas vendas.

O Barómetro Out of the Box foi realizado entre 17 de dezembro de 2019 e 6 de janeiro de 2020, através de respostas online, tendo tido 624 acessos e obtido um total de 181 respostas válidas. A maioria dos inquiridos é do sexo masculino (79%) e são pessoas que trabalham maioritariamente na cidade de Lisboa ou na zona da Grande Lisboa. De referir que 57% dos inquiridos tem mais de 10 anos de experiência no mercado imobiliário.