Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Preço das casas em Portugal (ainda) aumentou no último trimestre de 2019 – o dobro da Zona Euro...

Em causa estão dados do Eurostat, que alerta para o facto dos números não refletirem a situação provocada pelo Covid-19.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Os preços das casas em Portugal ainda continuam a subir. Ainda porque esse é um cenário que poderá mudar de figura em breve, quando entidades como o Instituto Nacional de Estatística (INE) e o Eurostat – e mesmo o idealista – analisarem dados relativos ao segundo trimestre de 2020, que está a ser assombrado pela pandemia do novo coronavírus. Os números mais recentes do gabinete de estatísticas da UE apontam para uma subida dos preços de 8,9% no quarto trimestre de 2019 face ao período homólogo. 

Trata-se, segundo o Eurostat, da sexta maior subida em termos homólogos entre os países da União Europeia. Um crescimento bem maior, por exemplo, que o verificado na média da Zona Euro (4,2%) e da UE27 (4,7%).

De referir, ainda assim, que o aumento homólogo de 8,9% registado em Portugal no último trimestre do ano passado é inferior ao verificado nos três trimestres anteriores: 9,2% no primeiro, 10,2% no segundo e 10,3% no terceiro.

As maiores subidas homólogas registaram-se no Luxemburgo (11%), na Eslováquia (10,9%) e na Croácia (10%) e em sentido inverso encontra-se Chipre, que viu os preços recuar (-4,8%).

Comparativamente ao trimestre anterior, ou seja, face ao período entre julho e setembro, o preço da habitação aumentou 0,7% em Portugal, à semelhança do que aconteceu na Zona Euro. Já na UE27 subiu 0,8%.

Face ao terceiro trimestre de 2019, as maiores subidas nos preços das casas aconteceran em Malta (3,5%), Estónia, Croácia (2,9% cada) e Polónia (2,8%) enquanto os principais recuos verificaram-se em Chipre (-3,7%), Dinamarca (-3,2%) e Hungria (-1,5%).