Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como melhorar a saúde das casas durante o confinamento

Ventilar em abundância, deixar entrar o sol e ter uma área de trabalho diferenciada. Alguns conselhos para o bem-estar e equilíbrio do lar em confinamento.

Gtres
Gtres
Autor: Redação

A existência de casas pequenas no centro das grandes cidades é uma realidade. E a verdade é que a escassez de espaço, falta de luz natural ou a falta de ventilação complicam o confinamento de muitas famílias, em plena pandemia. Em Espanha, por exemplo, está a dar-se um destaque cada vez maior à chamada certificação WELL, focada na melhoria da condições de salubridade das casas, fundamentais para o equilíbrio e bem-estar dos seus habitantes.

"A filosofia WELL, aplicada a qualquer tipo de construção, exceto residências unifamiliares, ganha importância nestes tempos difíceis que enfrentamos. Por isso, é essencial que apliquemos no dia a dia as medidas que estão ao nosso alcance para que esta situação não afete a nossa saúde e bem-estar: ventilar em abundância, estar ao sol,  ter se possível uma área de trabalho diferenciada etc. ”, refere Bieito Silva, responsável pela certificação WELL no país vizinho.

A empresa Knauf Insulation, comprometida com a sustentabilidade e o saneamento de prédios e residências, recomenda a aplicação dos conceitos defendidos pela WELL em residências com as seguintes recomendações:

  • Manter uma temperatura adequada dentro de casa. Embora todos possam sentir-se mais ou menos à vontade com uma ou outra temperatura, dependendo do sexo, idade, condição física e até mesmo roupas, é aconselhável definir uma temperatura média de 21 graus. O conforto interior também é medido de acordo com o tipo de espaço, sendo aconselhável manter uma temperatura entre 18 e 22 graus nos quartos e entre 20 e 24 graus na sala e na cozinha, pois são as divisões mais frequentadas durante o dia.
  • Usa as cortinas corretamente. É importante para o nosso bem-estar tirar proveito da luz natural e do calor do sol. Para isso devemos abrir as persianas e, depois, fechá-las à noite, para evitar perdas térmicas.
  • Ventilar a casa. Para melhorar a qualidade do ar interior, é importante ventilar duas ou três vezes ao dia, durante pelo menos 15 ou 20 minutos. O uso constante de produtos de limpeza e desinfeção recomendados pelas autoridades de saúde e a concentração de pessoas em espaços fechados fazem com que o ambiente fique mais carregado.
  • Gestão dos resíduos. É recomendável gerir adequadamente os resíduos produzidos em casa, de acordo com o protocolo estabelecido pelas autoridades de saúde, quando as pessoas são infetadas pelo coronavírus.
  • Fazer um consumo responsável de água. Embora seja recomendada uma limpeza correta das áreas expostas durante o confinamento, é necessário otimizar a água, preferindo tomar um duche, por exemplo. Além disso, é importante não deixar a água correr durante a lavagem dos dentes. Também é aconselhável usar a máquina de lavar roupa ou a máquina de lavar louça quando estiverem completamente cheias.
  • Promover a atividade física e mental. É importante definir estratégias para promover o exercício e a mente, tão importantes para o nosso bem-estar. Além do exercício físico, puro e duro, é recomendável criar espaços de relaxamento para promover o equilíbrio.
  • Seguir uma alimentação saudável. Hábitos alimentares saudáveis ​​ajudarão toda a família a lidar melhor com a quarentena. A nutrição e saúde estão intimamente relacionadas, portanto, uma dieta pobre é sempre um fator de risco, especialmente para pessoas sedentárias.
  • Procurar o contacto com a natureza. É difícil manter uma relação com a natureza ao estar confinado em casa, mas existem opções claras para promover esse contacto, nomeadamente através da criação de um pequeno jardim no terraço ou um jardim interior.
  • Criar uma comunidade. Apoiar o bem-estar social e a saúde das pessoas que vivem num condomínio é essencial neste momento. É por isso que é importante contribuir para uma comunidade inclusiva em que a solidariedade com vizinhos idosos ou dependentes tenha um papel especial durante o confinamento.