Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ronaldo tem 15 dias para tirar marquise do apartamento de luxo em Lisboa

Como a obra nesta penthouse foi realizada sem autorização, o futebolista poderá enfrentar um processo por contraordenação.

Marquise de Ronaldo
Autor: Redação

A marquise que Cristiano Ronaldo construiu no terraço do seu apartamento de luxo em Lisboa vai mesmo ter de desaparecer, por decisão da Câmara Municipal de Lisboa (CML). O craque do futebol foi notificado a 21 de julho de 2021 pela autarquia da capital, que lhe deu um prazo de 15 dias para tirar a ‘marquise’ e “proceder à reposição da legalidade urbanística” na luxuosa penthouse do edifício Castilho 203. 

Os técnicos da Divisão de Fiscalização do município foram avaliar a situação, a 1 de julho de 2021, e concluíram que se verificou “a existência de um acrescento na cobertura [terraço] em desconformidade com as telas finais do projeto aprovado pela CML para o edifício." E, por isso, no entender da autarquia o futebolista terá de “repor as condições existentes antes da execução dos trabalhos [da marquise] verificados agora pela vistoria”, segundo escreve Correio da Manhã.

Marquise de Ronaldo

E esta não será a única consequência para Ronaldo, já que "a intervenção na cobertura, tendo sido realizada sem autorização [camarária], está sujeita a abertura de processo de contraordenação, o qual já está a seguir a sua tramitação nos serviços da CML”, revela ainda.

Ronaldo poderá pedir para legalizar a marquise na penthouse de luxo em Lisboa

Mas este não é o único desfecho possível, já que Ronaldo ainda poderá tentar legalizar a obra. Na mesma notificação, a autarquia explica que o craque “tem a possibilidade de, em sede de audiência de interessados, submeter à CML um procedimento de legalização, desde que sejam observadas todas as normas legais e regulamentares aplicáveis de acordo com o artigo 102º-A, do RJUE [Regime Jurídico da Urbanização e Edificação], num prazo de 30 dias“.

Este apartamento de luxo, pelo qual Ronaldo terá pago 7 milhões de euros, tem uma vista de 360 graus sobre a capital portuguesa, tal como pôde apurar o idealista/news numa visita ao edifício Castilho 203. A cobertura conta com três quartos, duas piscinas (um interior e outra exterior), ginásio, sauna e cinema. Este edifício residencial situado no coração da capital pertence à Vanguard Properties e conta com um total de 19 apartamentos de luxo.