Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Comprar casa perto de hospitais, uma tendência pós-pandemia

Estudo da Knight Frank conclui que 57% dos inquiridos prefere viver próximo de bons serviços hospitalares.

Comprar casa perto de hospitais, uma tendência pós-pandemia
Foto de RODNAE Productions no Pexels
Autor: Redação

Viver numa zona que se encontre perto de bons serviços/cuidados hospitalares é atualmente um dos principais fatores a ter em conta por parte de quem está à procura de casa. Isso mesmo mostram os dados do relatório “Global Buyer Survey 2021 – How are buyers’ priorities, motivations and attitudes changing?”, da Knight Frank

Segundo o estudo, as necessidades e interesses dos potenciais compradores mundiais mudaram com a pandemia da Covid-19. Os números não deixam margem para dúvidas: 57% dos inquiridos prefere viver mais próximo de bons serviços hospitalares. Em contraste, apenas 35% dos inquiridos prefere residir numa casa que se encontre mais próximo do local de trabalho. 

Comprar casa perto de hospitais, uma tendência pós-pandemia
Knight Frank

A liderar a lista de prioridades na hora de investir na compra de uma casa estão, no entanto, a proximidade a espaços verdes (68%) e a boa qualidade do ar (65%).

O estudo da Knight Frank permite ainda concluir, por exemplo, que a mudança de casa se deve sobretudo à necessidade de ter mais espaço exterior, com 22% das respostas a serem dadas nesse sentido. Segue-se a necessidade de ter mais espaço no interior da casa (19%) e a mudança de cidade e/ou país (9%).

A Suíça, a França, o Reino Unido, a Austrália e os Emirados Árabes Unidos são, por esta ordem, os cinco países que despertam mais interesse por parte dos investidores que têm em vista uma mudança de casa além-fronteiras.