Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Quanto vale a casa de luxo de Ronaldo em Lisboa para o Fisco?

Futebolista português paga 1.800 euros de IMI pela penthouse que tem no Castilho 203, o apartamento mais caro de Portugal.

Casa de luxo de Ronaldo em Lisboa vale 680.720 euros… para o Fisco
Vanguard Properties
Autor: Redação

680.720 euros. É este o Valor Patrimonial Tributário (VPT) que o Fisco atribuiu ao apartamento de luxo de Cristiano Ronaldo em Lisboa, no Castilho 203. Ao dar este valor ao imóvel, para efeitos de pagamento de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), a AT - Autoridade Tributária e Aduaneira atribuiu à mansão um valor que corresponde a menos de 10% dos mais de 7,59 milhões de euros que Ronaldo pagou pela compra da casa, localizada no último andar do edifício.

Segundo o Correio da Manhã, que o VPT em causa, os já referidos 680.720 euros, fica longe da referência tida em conta pelo Fisco na avaliação dos imóveis para pagamento de IMI. Desde 2003 que se considera que o valor atribuído a um imóvel corresponde a cerca de 80% a 90% do valor de mercado.

No caso concreto do imóvel do craque português, o Fisco atribuiu ao imóvel um VPT que corresponde a 0,0896 do valor de aquisição no mercado, tendo em conta que o jogador pagará um imposto total sobre este imóvel de 2.365 euros: 1.800 euros de IMI (taxa de 0,3% sobre 600.000 euros) e 565 euros de AIMI (taxa de 0,7% sobre os restantes 80.720 euros), explica a publicação.

Um perito imobiliário citado pelo jornal revela que este diferencial está relacionado com a fórmula de cálculo do VPT, visto que os critérios da fórmula não permitem que a AT obtenha um valor na ordem de 80% ou 90% do preço de aquisição das casas de luxo. De acordo com uma especialista em assuntos fiscais, citada pela publicação, tendo em conta a atual fórmula, “os imóveis mais caros têm tendência para ser subavaliados pelo Fisco”.