Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Centros comerciais Dolce Vita comprados pelo Deutsche Bank vão “renascer” e mudar de nome

Vista panorâmica do Dolce Vita Porto, que agora se chamará Alameda Shop & Spot.
Wikimedia commons
Autor: Redação

Os três centros comerciais Dolce Vita adquiridos em novembro do ano passado pelo Deutsche Bank aos americanos da Lone Star passaram por uma revitalização integral, sendo que as novidades serão conhecidas a partir desta semana para dois deles. O Dolce Vita Douro é agora o Nosso Shopping enquanto o Dolce Vita Coimbra foi rebatizado como Alma Shopping. Já o Dolce Vita do Porto irá chamar-se (a partir de dia 29) Alameda Shop & Spot.  

“Estes centros vão efetivamente passar a ter as suas identidades totalmente renovadas. Este será apenas o primeiro passo do processo de reposicionamento de cada um destes ativos e que envolverá a remodelação dos centros comerciais, a introdução de novas lojas e a criação de novas linhas de comunicação e interação com os consumidores de cada centro”, disse Luís Teodoro, diretor da Área de Gestão de Ativos Imobiliários da CBRE, ao Expresso. De referir que a consultora imobiliária – já tinha intermediado a operação de compra do portfólio – está a assegurar a gestão dos centros desde abril.  

Segundo o responsável, vai ser aplicada uma estratégia comercial “ambiciosa” para os três shoppings, estando previstas alterações da estrutura no portefólio de lojas por tipo de produtos, existindo já várias negociações em curso. “Temos por objetivo final ter um produto mais atual e que vá ao encontro das novas formas de consumo e estilos de vida de quem utiliza estes centros comerciais”, frisou.

Em agosto do ano passado, a Lone Star comprou os quatro Dolce Vita no seguimento da insolvência das empresas imobiliárias do grupo espanhol Chamartín Imobiliária. Na altura, os ativos foram colocados à venda por pouco mais de 40 milhões de euros cada. Mais tarde, em novembro, o Deutsche Bank adquiriu o Dolce Vita Porto, o Dolce Vita Douro e o Dolce Vita Coimbra. A transação, considerada como uma das maiores operações de investimento imobiliário concretizadas no ano passado, terá rondado um valor próximo dos 200 milhões de euros, escreve a publicação.

Além destes três centros, que totalizam cerca de 100.000 m2, o Deutsche Bank já é proprietário em Portugal do shopping Fórum Madeira, no Funchal, e do edifício de escritórios, no Parque das Nações, da Office Oriente,.