Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Marca de decoração do Continente triplica vendas online na pandemia

Atualmente, “a loja online é a maior loja da marca Kasa, representando mais 40% de vendas do que a maior loja física”.

Photo by Brooke Lark on Unsplash
Photo by Brooke Lark on Unsplash
Autor: Redação

A pandemia veio condicionar a circulação de pessoas, mas também as compras nas lojas físicas. O online ganhou terreno e começou a dar cartas em vários segmentos de negócio. É o caso da marca exclusiva de artigos de decoração do Continente, a Kasa, que viu as vendas triplicarem – a secção “Quarto”, por exemplo, vende cinco vezes mais do que antes da pandemia, e “Decoração”, quatro vezes mais. Atualmente, e segundo a empresa, a loja online “é a maior loja da marca Kasa, representando mais 40% de vendas do que a maior loja física”.

O segmento de decoração das lojas Continente registou um aumento de procura acima dos 10% em 2020, segundo explica Cristina Braga da Cruz, diretora de Desenvolvimento de Produto da Sonae MC. “Por isso, é uma área onde queremos continuar a surpreender e a inovar, com desenho, formas, materiais, cores e estampados tendência, e com variedade e qualidade”, adianta ainda a responsável.

A marca acabou de lançar duas novas coleções com produtos que vão desde mobiliário para o escritório até artigos para zonas exteriores, passando pelos utilitários e arrumação para a cozinha, entre outros. Para desenvolver a coleção primavera/verão, a marca comprou 65% dos componentes dos produtos a fornecedores nacionais e, no catálogo, a oferta têxtil lar é composta em 75% por produtos de origem nacional.

O novo catálogo revela ainda a aposta da marca Kasa e do Continente no alargamento da oferta de mobiliário, com um reforço de opções para espaços de trabalho em casa, mobiliário de exterior, e uma vasta panóplia de novidades em mesa e em cozinha (como bakery, louça de fogão, panelas e frigideiras), pequenos eletrodomésticos, arrumação e limpeza. 

“Os artigos de cozinha como frigideiras e caçarolas, que manifestaram elevada procura no primeiro confinamento, estão novamente com crescimentos semanais nas vendas na ordem dos 60%, uma vez que  em casa, os consumidores cozinham mais e renovam também toalhas, serviços de copos e acessórios de servir”, indica a marca em comunicado, que também decidiu dar destaque aos acessórios ligados ao universo de pastelaria , “um hobby reforçado ainda mais no segundo confinamento”.