Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lei das rendas: dona das Amoreiras exige 9 milhões de indemnização ao Estado

Em causa está a lei das rendas dos centros comerciais, que no ano passado isentou os lojistas de pagamento da componente fixa das rendas, na sequência da pandemia.

By endless autumn - Amoreiras Shopping Center, CC BY-SA 2.0
By endless autumn - Amoreiras Shopping Center, CC BY-SA 2.0
Autor: Redação

O grupo Mundicenter apresentou cinco ações contra o Estado, no valor de 8,8 milhões de euros. Em causa está a lei das rendas dos centros comerciais, que no ano passado isentou os lojistas de pagamento da componente fixa das rendas, na sequência da pandemia. O grupo detém nove centros comerciais em Portugal, incluindo o Amoreiras Shopping Center, o Braga Parque e o Forum Aveiro.

Além do Mundicenter, são também autoras dos processos as sociedades imobiliárias Mundiaveiro e Urbaminho, ambas gestoras de shoppings do universo Mundicenter, de acordo com a notícia avançada pelo Jornal de Negócios.

Na primeira ação apresentada, a Mundicenter exige ao Estado 3,3 milhões de euros. Há outro processo, no valor de 681 mil euros, e ainda duas ações apresentadas pela Urbaminho, que gere o Braga Parque. A primeira tem o valor de 2,9 milhões de euros, e a segunda fica-se pelos 205 mil euros. Já a Mundiaveiro, gestora do Forum Aveiro, exige 1,6 milhões de euros.

A Mundicenter, recorde-se, é a empresa do grupo Alves Ribeiro que se dedica à gestão e promoção de imobiliário, e foi criada em 1983.