Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Esta espetacular casa no Brasil está pronta para "voar"

O telhado desta casa de luxo foi inspirado nas asas das aves. E está em perfeita harmonia com a natureza.

Casa de sonho no Brasil
Fernando Guerra|Bernardes Arquitetura
Autor: Vicent Selva (colaborador do idealista news)

Há uma casa invulgar no Rio de Janeiro, Brasil. Deixando-se inspirar pelas asas das aves, o gabinete Bernardes Arquitetura construiu o telhado de uma espetacular casa situada no topo de uma colina. Esta é a Asa House, uma casa pronta para "levantar voo".

Um ponto em destaque neste projeto é a sua sinergia com a paisagem circundante, que fez com que a sua relação fosse "completamente reconstruída". A Asa House cria, assim, uma relação "harmoniosamente contrastante entre paisagem e arquitetura através da articulação de espaços parcialmente subterrâneos e volumes transparentes emergentes", sublinha o gabinete.

Um elemento chave desta casa é a sua topografia, uma vez que o edifício foi concebido com um objetivo claro: "maximizar a utilização das superfícies semi-planas como áreas habitáveis exteriores, adaptando ao mesmo tempo elementos funcionais, de circulação e de estabilização do solo entre os muros de contenção", explica o estúdio de arquitetura. Isto permitiu criar o acessos à residência, revestidos de madeira e granito. É num átrio envidraçado no nível inferior que surge uma espectacular escada de madeira que nos conduz à parte principal da casa.

A Asa House tem uma área total construída de 3.300 metros quadrados. As paredes exteriores são feitas de betão pigmentado. E a parte superior é construituida por uma estrutura de aço galvanizado combinado com gesso cartonado, que é coberta com madeira de árvores com origem no Brasil. A habitação possui ainda espaços para estacionar, uma lavandaria, um ginásio e uma sauna.

As principais áreas da casa - as salas de estar e os quartos - estão localizadas num piso revestido por granito e vidro. O seu teto estreito e curvo estende-se muito além dos seus limites, proporcionando uma proteção à sala de convivio e à área de refeições. As suas paredes de vidro deslizam por toda a fachada do edifício, permitindo criar um grande terraço.

A suite principal situa-se numa divisão particular e sepadada da casa, estando perpendicular à parte principal da habitação. Há casas de banho e closets separados e possui ainda um terraço privado que oferece aos proprietários uma vista única sobre a floresta circundante. Toda a divisão é protegida pelo teto em forma de asa, que tem uma ligeira curvatura quando visto de dentro.

Há outra unidade separada que se liga à casa principal através do jardim, que foi concebida para ser uma casa de hóspedes. Além da habitação, possui também uma sala de jantar coberta que está equipada com uma pequena cozinha e churrasqueira. Toda a vertente paisagistica do projeto foi desenvolvida por Isabel Duprat, que deu primazia a espécies locais.