Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Certificação energética

O Certificado energético é um documento que classifica cada imóvel em termos do seu desempenho energético segundo uma escala(A+, A, B, B-, C, D, E, F e G) sendo o A+ correspondente a um edifício com melhor desempenho energético e o G a um edifício de pior desempenho energético.

Frio e chuva: casas portuguesas entre as mais mal preparadas na Europa

O frio e a chuva parecem estar de regresso. Estarão as casas portuguesas preparadas? Ao que tudo indica, não. Um estudo recente revela que Portugal é o quarto país com maior pobreza energética.

Notícia sobre:

Emissão de certificados energéticos falsos dispara, acusam peritos

Foram emitidos mais de 210 mil certificados energéticos em Portugal em 2018, sendo que só foram realizadas 26 inspeções a empresas imobiliárias e 101 a edifícios de entidades públicas. Dos 69 processos de contraordenação contabilizados pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), nenhum resultou em multa cobrada. 

Notícia sobre:

Corrida à certificação energética dispara 60% face a 2017

A corrida à certificação energética para habitação disparou ao longo do último ano. Fevereiro foi o mês com mais procura segundo a plataforma online Zaask – no ano passado o melhor mês foi maio. O investimento estrangeiro e o aumento da procura de compra e arrendamento de casa podem estar na origem deste aumento.

Notícia sobre:

Mercado dos certificados energéticos cresce à boleia do "boom" imobiliário

Com o mercado imobiliário em alta em Portugal, há um outro negócio paralelo que também tem vindo a crescer: o dos certificados energéticos. Neste artigo preparado pela Fixando para o idealista/news, a plataforma portuguesa desafiou os peritos a falar sobre o aumento desta atividade e a importância de fazer a certificação energética. 

Notícia sobre:

Certificação energética valoriza os edifícios, alerta a ADENE

“Certificar é Valorizar”. Este é o mote da nova campanha da ADENE – Agência para a Energia, que pretende sensibilizar os portugueses para a importância da certificação energética dos edifícios. O Certificado Energético melhora a classificação e aumenta a valorização dos imóveis, um documento indispensável no mercado imobiliário.

Notícia sobre:

Emissão de certificados energéticos dispara em 2017

O número de certificados energéticos emitidos pela ADENE – Agência para a Energia para habitação dispararam entre 2015 e 2017. Só em 2017 a ADENE emitiu 30.146 certificações no âmbito de construção nova ou requalificação, mais 16.588 que em 2015. O volume de pedidos por reabilitação urbana mais que triplicou nestes dois anos.

Notícia sobre:

ADENE lança novas medidas para melhorar a eficiência energética na habitação

A Adene – Agência para a Energia quer acelerar a eficiência energética na habitação. Depois de uma reunião com o principais "stakeholders" do setor, e das conclusões retiradas de um estudo, anunciou o lançamento de novas medidas, entre elas a melhoria do Certificado Energético, o apoio ao programa IFRRU e a criação de uma nova marca, a “CLASSE+”.

Notícia sobre:

Deco Alerta: Vais vender a casa? Fica a saber tudo sobre o certificado energético

Sabias que o certificado energético é obrigatório em casas novas e antigas a partir do momento em que são colocadas à venda ou para arrendar? No artigo de hoje da rubrica semanal Deco Alerta, destinada a todos os consumidores em Portugal e assegurada pela Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor para o idealista/news, explicamos-te tudo sobre este assunto.

Notícia sobre:

Emitidos 1.250.000 certificados energéticos em dez anos

O Sistema de Certificação Energética de Edifícios arrancou há dez anos, tendo sido emitidos até à data 1.250.000 certificados energéticos. O número foi revelado pela nova gestão da ADENE – Agência para a Energia, que entrou em funções recentemente. Para João Paulo Girbal, presidente da entidade, há ainda um longo caminho a percorrer neste setor, até porque há 6.000.000 de casas que ainda podem ser certificadas.

Notícia sobre:

Governo dá prioridade à retirada de amianto de 2.000 edifícios públicos

O Governo anunciou que vai dar prioridade à retirada do amianto dos edifícios públicos que apresentem projetos com garantia de aumento da eficiência energética. “Existem 2.000 edifícios públicos ainda com amianto” e sem alocação de fundos para os trabalhos para a sua retirada, disse o ministro do Ambiente João Matos Fernandes.

Notícia sobre: