Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Orçamento do Estado para 2015

Últimas notícias sobre "Orçamento do Estado para 2015" publicadas em idealista.pt/news

IMI familiar: Lisboa tem de cobrar imposto a casas mais caras

As câmaras podem decidir qual a redução da taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) às famílias com filhos, mas não podem impor mais limites. Em Lisboa e São João da Pesqueira (Viseu) cai por terra a hipótese de fazer um desconto em imóveis com um Valor Patrimonial Tributário (VPT) inferior a 200.000 euros, pelo que estas autarquias estão obrigadas a aplicar o IMI familiar a casas mais caras.

Notícia sobre:

IMI familiar: filhos nascidos em 2015 não dão desconto

O Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) familiar, que permite às câmaras dar descontos no imposto às famílias com filhos, não se aplicará igualmente a todos. Isto porque a forma como a Autoridade Tributária e Aduaneira está a calcular o desconto no IMI que as autarquias podem atribuir às famílias exclui os filhos nascidos ou as crianças adoptadas no ano a que o imposto diz respeito.

Notícia sobre:

Desconto do IMI passa a ser automático para famílias com filhos, mas depende da autarquia onde se viva

Tens filhos e a tua família é proprietária da casa onde vive? Agora os descontos do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) familiar - que podem chegar a 10% para agregados com um filho, até 15% para dois filhos e até 20% para três ou mais filhos - passaram a ser automáticos e já não é necessário fazer um pedido específico para usufruir de uma redução desta taxa.

Notícia sobre:

Governo comprou carros do concurso Fatura da Sorte com dinheiro do IVA

O Governo desviou dinheiro do IVA para pagar o concurso Fatura da Sorte, que todas as semanas sorteia carros através das faturas que são pedidas pelos contribuintes. Ao todo, o Executivo terá retirado, no ano passado, quase sete milhões de euros das receitas do IVA para financiar o concurso.

Notícia sobre:

Devolução da sobretaxa do IRS em risco por atrasos nos reembolsos do IVA

A devolução da sobretaxa de IRS aos contribuintes em 2016 pode estar em risco por causa da suspensão dos reembolsos de IVA às empresas. As receitas deste imposto até estão a subir, mas inflacionados pela suspensão dos reembolsos do IVA. Quando estes reembolsos forem efetivamente pagos às empresas, a receita poderá ter um comportamento mais moderado.

Notícia sobre:

Queres receber ou não os subsídios em duodécimos? Ainda hoje tens que avisar a empresa em que trabalhas

No setor privado, quem quiser receber os subsídios de férias e Natal por inteiro, nas datas que lhes correspondem de sempre, ou repartidos em 12 meses deve formalizar, por escrito, a sua intenção à empresa em que trabalha até ao final do dia de hoje.

Notícia sobre:

Consultório de imobiliário: Como é que se vai calcular o IMI de 2015?

O idealista News Portugal tem um novo consultório de imobiliário destinado a agentes do setor, proprietários e inquilinos, assegurado pela PLMJ - Sociedade de Advogados. As novas regras do IMI são o tema do segundo artigo. Envia a tua questão por email para o redaccao@idealista.pt.

Notícia sobre:

Imobiliário: tudo o que muda com o OE2015

O idealista News Portugal está a publicar um dossier especial sobre o Orçamento do Estado 2015, em parceria com a PricewaterhouseCoopers (PwC). Fica a conhecer as principais mudanças que o documento, entregue esta quarta-feira (15 de outubro) no Parlamento, traz para o setor imobiliário.

Notícia sobre:

Reabilitação urbana: IHRU pode endividar-se até aos 50 milhões de euros para dar mais apoios

Há um sinal claro dado pelo Governo do impulso que quer dar ao setor imobiliário, através da reabilitação urbana. Na versão final da proposta de lei do OE para 2015 autoriza o IHRU a contrair empréstimos até 50 milhões de euros para habitação e reabilitação urbana. Este ano, podia envidar-se até dez milhões de euros.

Notícia sobre:
Gtres

OE 2015: portugueses preparem-se porque vêm aí mais impostos sobre o consumo

A breves horas da publicação do Orçamento do Estado (OE) para 2015 discutem-se na praça pública, acima de tudo, as mexidas na tributação sobre o rendimento. Curiosamente, não se tem falado muito das possíveis alterações em matéria de tributação indireta, cujos impactos no dia a dia dos portugueses podem ser bastante onerosos e imediatos.

Notícia sobre: