Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Governo discute cortes de dois milhões para 2015

Autor: Redação

O Governo discute esta segunda-feira as linhas gerais do Documento de Estratégia Orçamental (DEO). O Conselho de Ministros Extraordinário está reunido desde as 8h30 para definir os cortes de quase dois mil milhões de euros na despesa para 2015. Pensões e salários da função pública devem ser os principais alvos.

Segundo a Rádio Renascença, que cita os relatórios do FMI e da Comissão Europeia sobre a 11ª avaliação, o caderno de encargos que o Governo tem para este Documento de Estratégia Orçamental é vasto.

Começa pelo montante do ajustamento a fazer para atingir o défice de 2,5% e segue com as medidas adicionais que rondam os dois mil milhões de euros de despesa que têm de desaparecer do Orçamento do Estado para 2015.

No documento, devem estar definidas as medidas concretas para tornar definitivos os cortes temporários que foram introduzidos desde 2011, ou seja, a contribuição extraordinária de solidariedade (CES) – que levantou polémica na semana passada – e a redução dos salários na função pública.