Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Rendimentos

Últimas notícias sobre "Rendimentos" publicadas em idealista.pt/news

Oeiras é o município que tem os rendimentos mais altos do país

Em 2018, o rendimento bruto declarado mediano, depois de descontado o IRS suportado por cada sujeito passivo, foi de 9.067 euros em Portugal, num aumento de 4,4% face ao ano anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Um quinto dos municípios registaram valores medianos do rendimento superiores à referência nacional durante 2018, destacando-se Oeiras com o valor mais elevado do país (13.527 euros) e Resende com o valor mais baixo (5.730 euros).

Notícia sobre:

Jovens foram os mais afetados pela redução de rendimentos durante a pandemia

As faixas etárias jovens, dos 18 aos 21 e dos 22 aos 37 anos, foram as mais afetadas pela redução de rendimentos causada pela pandemia da Covid-19, de acordo com a edição do European Consumer Payment Report, da Intrum, divulgado esta terça-feira (28 de julho de 2020).

Notícia sobre:

IRS: como devem os senhorios declarar os rendimentos prediais?

O período de entrega da declaração do IRS de 2019 começou no dia 1 de abril e vai decorrer até 30 de junho de 2020, independentemente da categoria dos rendimentos. Os proprietários com imóveis arrendados também estão contemplados. Decidimos, por isso, preparar um guia para explicar como fazer este tipo de declaração às Finanças.

Notícia sobre:

IRS: rendas dos espaços comuns de um condomínio têm de ser declaradas?

Numa altura em que o Fisco já começou a processar os primeiros reembolsos do IRS – o prazo de entrega da declaração de rendimentos referente ao ano de 2019 começou a 1 de abril e termina a 30 de junho –, importa saber se as rendas dos espaços comuns de um condomínio têm de ser declaradas de forma individial, ou seja, por cada condómino. Explicamos-te tudo sobre este assunto no artigo de hoje da Deco Alerta.

Notícia sobre:

Reembolsos de IRS são 10% mais baixos do que no ano passado

Por esta altura alguns contribuintes já começaram a receber os reembolsos do IRS, com algum atraso, se comparado com o ano passado, face ao contexto gerado pela pandemia do novo coronavírus. E ao que tudo indica, este ano as famílias portuguesas vão receber, em média, reembolsos 10% mais baixos do que em 2019.

Notícia sobre:

Como potenciar o IRS em três passos (e aumentar o reembolso esperado)

A campanha do IRS arrancou a 1 de abril e, agora, os contribuintes terão até 30 de junho para fazerem chegar a declaração de rendimentos referente a 2019 ao Fisco. Há quem “corra” à entrega do IRS para “despachar” o assunto, esquecendo que, com alguma calma e ponderação, é possível poupar no IRS e até aumentar o reembolso esperado. Toma nota destas dicas.

Notícia sobre:

IRS: tudo o que é preciso saber sobre a dedução de despesas do crédito à habitação e juros

A campanha de IRS já arrancou, devendo os contribuintes entregar, no Portal das Finanças e até 30 de junho, a declaração do Modelo 3 ou confirmar a declaração automática de rendimentos. Se pediste dinheiro emprestado ao banco para comprar casa fica a saber que é possível deduzir as despesas do crédito à habitação e juros no IRS.

Notícia sobre: