Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Porto atrai negócio em tempos de pandemia: uma cidade que é um “exemplo a seguir”

Empresas ligadas ao Alojamento Local (AL) - uma das atividades mais afetadas pela pandemia - olham para a Invicta como uma oportunidade.

Photo by João Rafael Chaves de Araújo Silva on Unsplash
Photo by João Rafael Chaves de Araújo Silva on Unsplash
Autor: Redação

O negócio do Alojamento Local (AL) em Portugal foi um dos mais afetados pela pandemia da Covid-19, num ano em que se fecharam as fronteiras e se colocaram restrições à mobilidade. Apesar disso, há empresas que continuam a tentar mitigar os efeitos deste contexto inesperado e incerto. A Home With a View, por exemplo, direcionada para a gestão deste tipo de imóveis, decidiu reforçar a sua presença no Porto, uma cidade na qual o turismo “tem sido um exemplo a seguir" comparativamente com muitas cidades europeias "e tem apresentado algum movimento”, nas palavras dos seus responsáveis.

O projeto de expansão para a cidade do Porto “surgiu de forma natural”, explicam desde a Home With a View, e resulta de uma parceria com a Oportosoul. Apesar das circunstâncias, ambas as empresas decidiram que era hora de avançar com este projeto na Invicta de “forma mais sólida e consistente”.

“O mercado do imobiliário sofreu uma ligeira correção, no entanto, aguardamos com expetativa o próximo inverno. Sentimos que quem tinha imóveis em AL continua a preferir arrendamentos um pouco mais longos e aguardar que a pandemia passe e a recuperação do turismo chegue”, dizem ao idealista/news Rita Silva, da Home With a View, e Nuno Gonçalves, da Oportsoul.

Quebra no AL criou outras oportunidades

Recorde-se que foi precisamente em tempos de pandemia que o grupo Home With a View decidiu apostar num novo projeto, direcionado, neste caso, para a mediação imobiliária: a homespotters. O objetivo, explicavam na altura os responsáveis, em entrevista, passava por tirar partido da própria carteira de imóveis e rede de conhecimentos e contactos do mercado de AL, diversificando assim o negócio do grupo.

Passados poucos meses desde o seu lançamento, a nova marca orientada para a mediação segue a todo vapor, e o balanço da atividade é positivo. “A homespotters, como qualquer marca nova, está a trabalhar para criar o seu caminho num mercado exigente como o imobiliário. Felizmente conseguimos concretizar algumas transações neste primeiro semestre, que fazem sentir que a aposta foi a correta”, concluem os responsáveis do grupo.