Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

crédito à habitação: oposição critica maioria por recuar e "ceder" à banca

psd e cds decidiram que entregar a casa ao banco já não é suficiente para liquidar todas as dúvidas
Autor: Redação

a maioria parlamentar (psd e cds) recuou nas medidas para ajudar as famílias com dificuldades no crédito à habitação. em causa está o facto de os partidos terem decidido que a entrega da casa ao banco já não é suficiente para liquidar todas as dúvidas, sendo essa a última das opções possíveis. algo que a oposição não vê com bons olhos, acusando que psd e cds recuaram “em toda a linha” e cederam “às pressões da banca”, virando “as costas às famílias”

citado pelo jornal i, o deputado socialista duarte cordeiro frisou que “todas as propostas de alteração agora apresentadas vão no sentido de desequilibrar a relação a favor das instituições financeiras e da banca, em desfavor das famílias”. uma opinião partilhada pelo deputado do pcp paulo sá, que fala em “recuo em toda a linha” da maioria

de acordo com a publicação, esta semana o grupo de trabalho criado para discutir o crédito à habitação vai analisar as propostas de alteração de todos os partidos com o objectivo de chegar a uma lei comum, o que se prevê difícil, tendo em conta o recuo da maioria. “assim não é possível um acordo com estes projectos”, referiu paulo sá. também pedro filipe, deputado do be, acusou o psd e o cds de “dar a mão aos bancos” e de “virar as costas às famílias”

sublinhe-se que os bancos criticaram – durante as audições – as propostas dos partidos da maioria, salientando que podiam pôr em causa o regresso de portugal aos mercados em 2013. uma das medidas mais contestadas pela banca foi a dação – nos projectos iniciais os bancos eram obrigados a receber a casa como pagamento do empréstimo. o psd propunha a dação para pagamento da dívida nos casos em que não havia fiadores ou outras garantias. mas agora, psd e cds estabelecem que a entrega da casa ao banco, que deve ser a última das opções, já não salda todas as dívidas. desta forma, é feita uma avaliação do imóvel e se o valor for inferior ao da dívida o cliente terá de pagar o remanescente