Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ainda é possível poupar, mesmo em tempos de pandemia? Dicas que ajudam a “indicar o caminho”

Assumir o controlo das despesas e fazer sempre um orçamento mensal é fundamental, nomeadamente em tempos de Covid-19.

Micheile Henderson on Unsplash
Micheile Henderson on Unsplash
Autor: Redação

Crise, desemprego, pandemia, Covid-19, lay-off. Estas foram algumas das palavras mais ouvidas nos últimos meses, pelo menos desde a chegada do novo coronavírus a Portugal, em meados de março. Tentar poupar é, por isso, crucial nos tempos que vivemos. E pode ser mais fácil conseguir fazê-lo do que parece. Contamos-te tudo sobre este assunto no artigo de hoje da Deco Alerta.
 
A Deco Alerta é uma rubrica semanal destinada a todos os consumidores em Portugal que é assegurada pela Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor* para o idealista/news.

Há um ano a minha situação laboral sofreu alterações, com redução de horário, logo com corte no salário, e embora a minha mulher esteja a trabalhar, o nosso rendimento familiar passou a ser só 1.500 euros. Temos dois filhos menores, a estudar, e muitos encargos financeiros: o crédito à habitação, o cartão de crédito e todas as despesas comuns: alimentação, água, luz, gás e telecomunicações. Vivemos sempre apertados. Quando ouvimos falar na necessidade de poupar ficamos muito apreensivos. Será ainda possível poupar?

Sim, ainda é possível poupar!

Toda a família, incluindo as crianças, devem participar na decisão sobre as verdadeiras necessidades de consumo da casa. Assumam o controlo das despesas e façam sempre um orçamento mensal.

Como? Guarda todos os recibos, aponta todas as despesas mensais e faz o cálculo dos vossos gastos. Regista e calcula todos os rendimentos. Depois é simples: subtraís as despesas aos rendimentos e o saldo deve ser positivo.

Toda a família tem, no dia a dia, de começar a gastar menos! Com gestos simples e cuidadosos, em casa, podes reduzir as faturas do gás, da eletricidade e da água, desligando as luzes e os aparelhos em modo de espera, utilizando as máquinas de lavar com as cargas máximas e temperaturas baixas, fechando as torneiras, etc.

Reduz também os gastos com as comunicações: TV, internet, telemóvel e telefone, e procura os tarifários mais adequados a todos.

Utilizem mais os transportes públicos ou andem a pé e verás que a fatura do combustível vai abrandar. Reduzirás também as despesas domésticas com a diminuição dos desperdícios alimentares!

Planeia as refeições semanais e faz uma lista de compras, olhando para a despensa e para o frigorífico. Nas compras, verifica os preços e compara os produtos. As marcas brancas podem ser uma opção interessante. Deves ser fiel à lista e evitar compras supérfluas. Para reduzir os gastos podes sempre levar o teu almoço e preparar as refeições dos filhos em casa. 

Assim, com uma boa gestão do orçamento mensal deves conseguir poupar, mesmo que seja poucos euros. Um poupança regular pode permitir-te constituir um fundo de emergência para imprevistos, que possam acarretar o aumento das despesas ou a redução do rendimento – por exemplo uma doença, uma situação de desemprego, cortes salariais...

Uma poupança pode ter também como objetivo planear a compra de um bem ou serviço, por exemplo a compra de um carro, o financiamento dos estudos. 

Com uma gestão do orçamento responsável, deves destinar uma parte da poupança à constituição de um complemento de reforma, procurando um investimento seguro. 

Informa-te connosco.  

*Conta com o apoio da Deco através do número de telefone 21 371 02 20 e/ou do email decolx@deco.pt. Podes também marcar atendimento via skype. Segue-nos na página de Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e Linkedin.