Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vistos gold: investimento chinês ultrapassa os 2.500 milhões

O programa de Autorizações de Residência para Atividade de Investimento (ARI) foi lançado em 2012, e desde aí já captou quase cinco mil milhões de euros.

Photo by chuttersnap on Unsplash
Photo by chuttersnap on Unsplash
Autor: Redação

Em sete anos de programa, o investimento chinês captado através dos vistos gold somou 2.529 milhões de euros. O brasileiro foi de 678,6 milhões de euros, segundo os dados divulgados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

O programa de Autorizações de Residência para Atividade de Investimento (ARI) foi lançado em 2012, e desde aí já captou quase cinco mil milhões de euros, com a aquisição de imóveis a somar 4.433.605.566,52 euros. Do montante total captado, o investimento oriundo da China representou mais de metade (51%), num total de 4.424 ARI atribuídos, escreve a Lusa.

Foram atribuídos 844 vistos gold a cidadãos oriundos do Brasil, 370 a cidadãos de origem turca e 290 a cidadãos russos. A África do Sul também integra o grupo das cinco principais nacionalidades que investiram em Portugal através deste instrumento, com 194,6 milhões de euros investidos, no total de 318 ARI.

Nos primeiros 10 meses do ano, o investimento totalizou 661 milhões de euros, menos 0,8% do que em igual período de 2018. Entre janeiro e outubro, o investimento chinês totalizou 196,1 milhões de euros, menos 10,8% face a igual período do ano passado. O brasileiro também recuou 23% para 142,9 milhões de euros, e o da Turquia caiu para metade, em termos homólogos, atingindo 40,6 milhões de euros.