Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Deutsche Finance International aposta forte na Península Ibérica – e tem Portugal na mira

No portfólio da ‘private-equity’ alemã já constam dois ativos de escritórios localizados em Lisboa.

Gil Ribeiro on Unsplash
Gil Ribeiro on Unsplash
Autor: Redação

A ‘private-equity’ pan-europeia Deutsche Finance International (DFI) está a apostar forte na Península Ibérica, tendo anunciado a abertura de um escritório em Madrid (Espanha) e a nomeação do argentino Juan Gomez Vega, ex-CEO do grupo Vilamoura World, como novo diretor de Investimentos no sul da Europa.

Com uma carteira imobiliária sob gestão avaliada em mais de 2,4 mil milhões de euros, a DFI revela, em comunicado, que a nova função foi criada para facilitar o crescimento da atividade da ‘private-equity’ em toda a região, onde transações recentes incluíram a aquisição de um portfólio diversificado de imóveis destinados ao mercado de arrendamento residencial em toda a Espanha. Em Portugal, mais concretamente em Lisboa, já constam na carteira imobiliária da DFI dois ativos de escritórios.

Para Juan Gomez Vega, que tem mais de 15 anos de experiência no mercado imobiliário – passou, por exemplo, pela Neinor Homes e pela Lone Star, tendo ainda sido CEO do grupo Vilamoura World –, ingressar na DFI é “uma oportunidade fantástica”. “Espero que, a partir do recém-criado escritório de Madrid, possa contribuir para o crescimento da empresa à medida que a região se recupera da crise atual”, diz.

Também citado no documento, Gavin Neilan, cofundador e comanaging partner da DFI, salienta que “o sul da Europa é o principal mercado de investimento” para a empresa, que já dispõe de “um portfólio significativo em Espanha e Portugal”. “[Por isso] Temos uma base sólida para expandir a nossa atividade em toda a região, onde vemos que há um potencial significativo, que acreditamos que será ampliado pelo deslocamento do mercado no curto-médio prazo”, conclui.