Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Deco Alerta: Sabias que tens de mudar de fornecedor de energia até ao fim de 2014?

Autor: Redação

A mudança de fornecedores de gás e eletricidade é o 16º tema da Deco Alerta. Destinada a todos os consumidores em Portugal, esta rubrica semanal é assegurada pela Deco - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor para o Idealista News Portugal.

Envia a tua questão para a Deco, por email para gcabral@deco.pt ou por telefone para 00 351 21 371 02 20.

Tenho adiado a decisão de tratar da mudança de fornecedor de energia, não por descuido mas mais porque estou ainda cheio de dúvidas do que tenho de fazer, a quem me dirigir, como escolher e até quando o posso fazer. Penso que o prazo acaba agora em dezembro, mas é igual para gás e eletricidade?   

Na sequência da liberalização do mercado energético e fim do monopólio de um só fornecedor, foi fixado pelo Governo um período de tempo para que todos os consumidores transitassem do mercado regulado para o mercado livre.

Os chamados consumidores domésticos gozaram de um período mais alargado de tempo até à extinção das respetivas tarifas reguladas, com isso beneficiando da garantia do fornecimento do serviço através de um comercializador de último recurso (CUR) durante esse período transitório que termina agora a 31 de dezembro de 2014. Isto quer dizer que, em princípio, a 1 de janeiro de 2015, todos os consumidores já transitaram para o regime de mercado, através do exercício da escolha de um novo comercializador.

Para mudares de comercializador, deves começar por tentar saber quais as empresas que fornecem a zona onde vives, podendo para o efeito consultar o sítio da internet da DECO (www.deco.proteste.pt) e o da ERSE (www.erse.pt), onde vais encontrar ferramentas e simuladores que te permitem saber o melhor operador para a ta residência e perfil de consumo.

Depois de teres escolhido qual o comercializador que melhor se adequa à tua situação, só tens de o contactar, celebrar um contrato, que ele irá tratar de todos os procedimentos posteriores necessários junto do comercializador cessante e da entidade que gere os procedimentos de mudança.

A mudança é totalmente gratuita e é aconselhável que leias muito bem todas as cláusulas do contrato e verifiques que serviços adicionais podem estar incluídos antes de concordares com elas.