Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

estado reduziu mais de 54 mil empregos na função pública

entre o início de 2011 e o final de março deste ano, o estado reduziu 54,4 mil empregos
Autor: Redação

dados do ministério das finanças concluem que o estado está a conseguir reduzir o número total de funcionários e ex-empregados que passaram à reforma, embora ainda tenha de pagar salários e pensões a mais de um milhão de pessoas: aos que estão no sector público e aos que já estiveram. entre o início de 2011 e o final de março deste ano, o estado reduziu 54,4 mil empregos, sendo, no entanto, responsável pelo pagamento de salários e pensões de velhice e de invalidez a 1.064.194 ex-funcionários

de acordo com o dinheiro vivo, que se apoia nos dados do ministério das finanças, o número sobe de forma significativa se forem contabilizados os reformados do sector privado, que serão cerca de 1,8 milhões de pessoas. desta forma, existem no país quase três milhões de pessoas cuja forma principal de rendimento provêm directamente dos cofres públicos

no período em causa, 15 meses, foram visíveis, no entanto, sinais de emagrecimento mais rápido. o emprego caiu mais e o contingente da caixa geral de aposentações (cga) começou a crescer menos que em 2010, escreve a publicação