Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Destruição de emprego arrasa PME

Autor: Redação

As pequenas e médias empresas (PME) tiveram um peso de 87% na destruição de empregos que ocorreu em 2010 e em 2011, o que corresponde a menos 93.425 postos de trabalho.

Segundo o jornal Público, a análise, que consta do relatório interministerial que fundamenta o novo banco do Estado, mostra não só a importância destas empresas no panorama nacional como também a severidade com que foram afectadas pela actual crise.

Em 2011 havia 370 mil sociedades não financeiras, das quais 99,7% eram PME, responsáveis por 69,9% do emprego e por 55% do total de volume de negócios. Face a 2010, desapareceram 32.163 destas empresas e o investimento caiu 18,7%. Recentemente, um estudo divulgado pelo Banco de Portugal já alertara que a actual recessão é diferente das anteriores, nomeadamente por causa do desemprego.

De acordo com o estudo, intitulado Catastrophic job destruction, uma das razões que explicam a enorme destruição de empregos e a elevada taxa de desemprego é a “severidade da restrição de crédito” por parte dos bancos.