Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lisboa é a 3ª melhor cidade do mundo para estar em teletrabalho

Clima, cultura e entretenimento colocam Lisboa no pódio das melhores cidades para trabalhar à distância.

Teletrabalho em Lisboa
Foto de Andrea Piacquadio no Pexels
Autor: Redação

Quais são as melhores cidades para estar em teletrabalho? Lisboa é a primeira cidade da Europa e a terceira do mundo que reúne as melhores condições para trabalhar remotamente. Melhor que a capital portuguesa só mesmo Banguecoque, na Tailândia, e Nova Deli, na Índia, que ocupam o primeiro e segundo lugares nesta lista.

Casas em Lisboa
Foto de Daniel Frese en Pexels

Este ranking elaborado pela Holidu, uma plataforma britânica de pesquisa de alojamentos, coloca em análise 147 cidades distribuídas por países de todo o mundo. E considera que há várias razões que fazem de Lisboa uma das melhores cidades para trabalhar à distância: “é a casa do delicioso pastel de nata, tem um excelente vinho barato e uma energia vibrante ao som do fado que enche as suas ruas”, lê-se na publicação.

Além disso, a capital portuguesa oferece também aos trabalhadores remotos “um fácil acesso a uma série de praias, perfeitas para um mergulho no início da manhã ou no final da tarde, com táxis a custar apenas 0,40 libras esterlinas por km [o equivalente a 0.47 cêntimos por km]”, acrescentam.

Há outras cidades portuguesas consideradas neste estudo: o Porto, que aparece em 27.º lugar, e Faro, que surge na 58.º posição. No país vizinho, Espanha, também houve seis cidades avaliadas, tendo sido Barcelona a mais bem classificada, ocupando o quarto lugar. Madrid, a capital espanhola, ficou no 12.º lugar, à frente de Valência (28º.), Málaga (47º.), Sevilha (51º.) e Palma de Maiorca (98º.) 

Trabalho remoto em Portugal
Foto de Jopwell no Pexels

A ocupar o fundo da tabela está Genebra (Suíça), Vatela (Malta) e Reiquiavique (Islândia), ocupando as três últimas posições.

Para definir quais são as melhores cidades para trabalhar remotamente, a Holidu considerou vários os critérios, como é o caso da velocidade da internet, o número de espaços de teletrabalho, o preço médio do café, o preço médio do táxi por km, preço médio por mês de um quarto num apartamento, custo médio de uma refeição num restaurante local. Ao nível do clima e entretenimento são tidos em conta fatores como o número médio de pores do sol por hora, o preço médio de duas cervejas no bar para tomar depois do trabalho, o número de atrações a visitar no Tripadvisor e ainda o número de fotos no Instagram com hashtag (#).