Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Mercado laboral

Trabalhar em casa: 717 mil pessoas estiveram em teletrabalho no segundo trimestre

No segundo trimestre do ano, havia em Portugal 740,7 mil pessoas a trabalhar sempre ou quase sempre fora do escritório, sendo que 717 mil estiveram em teletrabalho, menos 5,8% que no trimestre anterior e menos 7,6% que no segundo trimestre do ano passado. Significa isto que, entre abril e junho, 14,9% da população empregada trabalhou a partir de casa. Os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) permitem ainda concluir que havia em junho 475,5 mil pessoas em teletrabalho há pelo menos seis meses, ou seja, desde o início do ano.  

Notícia sobre:

Desemprego desce e já há mais pessoas empregadas que em 2019

Os mais recentes indicadores relativos ao emprego em Portugal são animadores, sendo possível antever que o país está a regressar aos níveis pré-pandemia. No segundo trimestre deste ano, o número de pessoas empregadas cresceu 0,8% face ao mesmo trimestre de 2019 e a taxa de desemprego fixou-se em 6,7%, menos que no trimestre anterior (7,1%), mas mais 1% e 0,3% que nos trimestres homólogos de 2020 e 2021, respetivamente, segundo dados divulgados esta quarta-feira (11 de agosto de 2021) pelo INE. Segundo Pedro Siza Vieira, ministro da Economia, os números mostram capacidade de criação de emprego, o que é “um sinal de vitalidade da economia”.

Notícia sobre:

Portugal tem mais 20% de doutorados que em 2015

O número de doutorados residentes em Portugal disparou nos últimos cinco anos, tendo crescido 20% entre 2015 e 2020, ano marcado pelo súbito aparecimento da pandemia da Covid-19. E mais: durante o mesmo período, o número de doutorados a trabalhar em empresas do setor privado aumentou 38%.

Notícia sobre:

Número de horas trabalhadas: Portugal tem a terceira maior queda na UE

O número de horas de trabalho efetivo no emprego principal diminuiu 12% na União Europeia (UE) num ano, em 2020 face a 2019, devido a medidas como esquemas de desemprego temporário. Portugal registou a terceira maior queda, juntamente com Itália: a redução foi de 19% nos dois países. Em causa estão dados divulgados recentemente pelo Eurostat.

Notícia sobre: