Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crescimento da produção na construção abranda e custos da obra nova aumentam

INE
INE
Autor: Redação

O Índice de Produção na Construção passou de uma variação homóloga de 3% em agosto para 2,6% em setembro, ou seja, abrandou 0,4%. Já os custos de construção de habitação nova aumentaram 2,4% em setembro, mais 0,4% que o observado no mês anterior. 

“O índice de produção na construção abrandou 0,4%, para uma variação homóloga de 2,6% em setembro. Ambos os segmentos, Construção de Edifícios e Engenharia Civil, registaram abrandamentos de 0,5% e 0,2%, respetivamente, para taxas de variação de 2,5% e 2,8% em setembro, pela mesma ordem”, refere em comunicado o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a entidade, os índices de emprego e de remunerações passaram de variações homólogas de 1,7% e 6% em agosto para 1,9% e 5,7% em setembro, respetivamente. “Face ao mês anterior, estes índices variaram 0,3% e -2,6%, respetivamente (0,1% e -2,2% em setembro de 2018)”, lê-se no site da entidade.

Entretanto, e num outro documento, o INE revela que, em setembro, estima-se que os custos de construção de habitação nova tenham aumentado 2,4%, mais 0,4% que no mês anterior. 

“No mês em análise, os preços dos materiais aumentaram 0,9% (0,8% no mês anterior). O custo da mão de obra aumentou 4,7% em setembro, mais 0,9% que no mês anterior”, conclui o INE.