Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Reabilitação urbana recua em maio devido à Covid-19

Nível de atividade e carteira de encomendas caem 9,8% e 3,8%, respetivamente, face ao período homólogo.

Autor: Redação

O nível de atividade das empresas de reabilitação urbana recuou 9,8% em maio de 2020 face ao período homólogo e 4,6% face ao mês anterior. Uma quebra, em tempos de pandemia da Covid-19, que reflete “os constrangimentos resultantes das atuais condições operacionais das empresas”, lê-se no Barómetro da Reabilitação Urbana de junho, revelado recentemente pela Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Segundo o documento, registou-se, em maio, “uma redução dos principais indicadores qualitativos”. No que diz respeito ao índice Carteira de Encomendas, “o sentimento dos empresários quanto ao nível das obras em carteira reduziu-se, pelo terceiro mês consecutivo, apurando-se uma variação de -3,8% em termos homólogos”.

Relativamente à produção contratada, ou seja, ao tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção, observou-se, em maio, um regresso aos níveis anteriores a março, fixando-se em 8,3 meses.

AICCOPN
AICCOPN