Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Comprar certificados energéticos na internet é mais barato

Descontos superam os 50%.

Os certificados energéticos já eram obrigatórios quando os proprietários queriam vender ou arrendar uma casa, mas agora – desde dia 1 – são também obrigatórios quando se pretende apenas anunciar o imóvel, para venda ou arrendamento. A nova lei está a suscitar muita polémica, devido aos elevados custos do documento, mas há quem opte por comprar vouchers na internet, beneficiando de descontos que superam os 50%.

O preço de um certificado energético varia conforme o perito ou a empresa de certificação, já que não há uma tabela fixa no mercado, e consoante o tamanho do imóvel. Mas custam, em média, entre 150 e 200 euros em apartamentos, 300 em moradias e duplex e 500 no caso de serviços e comércio. Se comprados na internet, através das plataformas Odisseias e Groupon, por exempo, os valores praticados são bem diferentes.

No caso do Odisseias há três opções de compra: certificação para apartamentos T0 a T5, para moradias e para estabelecimentos comerciais, sendo que os custos são de 99 euros (eram 205/-52%, diz o portal), 119 euros (eram 245/-52%) e 129 euros (eram 270/-53%), respetivamente. Já na Groupon o desconto é ainda maior, havendo apenas duas opções: 59 euros para a certificação de apartamentos e moradias (poupança de 211 euros/-78%, segundo o site) e 69 euros para comércio e serviços (poupança de 269 euros/-80%).

Em declarações ao idealista News, Francisco Costa, Partner da Odisseias, revelou que esta campanha começou sexta-feira, dia 29 de novembro, e que termina “em princípio” hoje, dia 4. Até ao meio-dia de ontem (dia 3) foram vendidos dez vouchers, disse, salientando que “não é dos produtos mas procurados” na plataforma porque “estamos na altura do Natal”. “Neste momento o que os clientes procuram são presentes, e este produto é para utilização própria”, justificou. De referir que a empresa responsável pela visita ao imóvel e respetiva homologação é a HD Cardoso-Certificação Energética.

Cenário oposto acontece na Groupon. “Até ao momento [meio-dia de ontem] já foram comprados 232 cupões”, adiantou Estefanía Lacarte, diretora de Comunicacão da Groupon Espanha e Portugal, frisando que a campanha começou dia 28 e termina (também) hoje. Quando questionada sobre se este é um dos produtos mais procurados pelas pessoas, limitou-se a responder que “os gostos dos clientes portugueses são muito variados”. Neste caso, a empresa responsável pela visita ao imóvel e respetiva homologação é a Energy Prime.

Notícias relacionadas

Certificados energéticos: custos são elevados para proprietários

Corrida aos certificados energéticos: lei entra em vigor dia 1

10 perguntas sobre o certificado energético

Anunciar casas sem certificado energético dá multas até 45 mil euros

Artigo visto em
(idealista news)