Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Tailandeses da Minor querem ficar com todos os Tivoli

Autor: Redação

Os tailandeses da Minor International Public Company Limited (MINT) continuam de olho nas restantes unidades hoteleiras do grupo Tivoli em Portugal. Depois de terem comprado seis hotéis no Brasil e quatro em Portugal, no início do ano, o MINT está agora à espera que as unidades hoteleiras saiam do Processo Especial de Revitalização (PER) para avançar com o negócio.

Segundo o i, a empresa, que já comprou quatro hotéis do grupo em Portugal e seis no Brasil, num investimento que ronda os 163 milhões de euros, está pronta para investir mais e ficar com a totalidade das unidades em Portugal.  

O grupo Tivoli recorreu ao PER no início do ano em duas das suas empresas: os Hotéis Tivoli, SA e a Marinotéis, SA. Na altura, o grupo afirmava acreditar “na total e rápida recuperação económica da empresa”, apesar do complicado contexto em que estava inserida: a Rioforte Investments – holding do Grupo Espírito Santo com sede no Luxemburgo – entrou em insolvência no final de 2014, o que obrigou a um reajustamento da atividade.  

E mais recentemente, a Espírito Santo Hotéis (ESH), arrendatária dos imóveis do grupo Tivoli e a empresa através da qual a Rioforte controlava os hotéis, foi também declarada insolvente. A sentença foi proferida na semana passada, mas o grupo garante que nenhuma das falências provocou alterações no bom funcionamento e normal atividade dos hotéis, escreve a publicação.

Até ao final do mês são esperadas novidades. Até dia 23, os credores da ESH devem reclamar os créditos da empresa, e depois disso será elaborado um relatório que vai ser avaliado numa assembleia de credores, que se deverá realizar a 8 de setembro.